fbpx

PF faz operação em Manaus contra tráfico de drogas e lavagem do dinheiro

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (9) a Operação Carga Viva 2, segunda fase ostensiva de inquérito policial

É a segunda fase da Operação Carga viva iniciada em novembro de 2020

Criminosos lavavam dinheiro comprando fazendas, casas de luxo e haras

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (9) a Operação Carga Viva 2, segunda fase ostensiva de inquérito policial por meio do qual são investigados fatos relacionados a possíveis práticas dos crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

A pedido da PF, a Justiça Estadual do Amazonas expediu 24 mandados de busca e apreensão, dois de prisão temporária e seis de prisão preventiva, os quais são cumpridos nessa etapa da investigação criminal nas cidades de Manaus, São Paulo (SP) e Fortaleza (CE).

A investigação teve início em novembro do ano passado com a prisão em flagrante de duas pessoas no interior do Rio Grande do Norte que transportavam entorpecentes saídos de Manaus.
Os alvos da ação usariam venda e transporte de animais para disfarçar o tráfico. Na ocasião, 72 quilos de maconha foram encontrados um caminhão boiadeiro.
Ainda segundo os investigadores, o grupo é baseado na capital do Amazonas, e adquiriu fazendas, casas de alto padrão e haras, além de gado e cavalos, para “lavar” o patrimônio adquirido com o dinheiro do tráfico.

A segunda fase tem como foco principal a movimentação financeira e patrimonial do grupo que traz indícios da prática do crime de lavagem de dinheiro.
Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, cujas penas, somadas, podem ultrapassar os 20 anos de prisão.
O nome da operação é uma referência ao tipo de carga transportada pelo grupo usada para despistar o real objetivo das viagens, que era o tráfico de drogas.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.