Wilson Lima recua e revoga super aumento de 225% para funcionários do 1º escalão

🔴 Jornal O Globo chamou o aumento de irresponsável

🔴 Serafim diz que governo é uma canoa à deriva

🔴 Deputados estaduais deram carta branca a Wilson Lima

O governador Wilson Lima (PSC) revogou o aumento de 225% nos salários de 140 funcionários do governo, depois da pressão sofrida na mídia nacional e local, além da repercussão negativa na sociedade amazonense. Nesta quinta-feira (9) o jornal o Globo deu em editorial o que chamou de “irresponsabilidade do Governo do Amazonas”.

O governador havia concedido o aumento salarial em novembro de 2019, depois ter congelado os salários até 2021, dos servidores das áreas de saúde, educação e segurança. Nesta quinta-feira, (9), Wilson anunciou a revogação do aumento durante entrevista coletiva, nas primeiras horas da manhã no Centro de Convenções Vasco Vasquez.

“Governo sem quilha”

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) disse que a decisão anunciada por Wilson Lima revela “ um governo sem quilha”. Ele lembrou que há três meses o próprio Wilson argumentava que o reajuste era de grande importância, mas deixou de ser à medida em que foi revelado por parte da mídia e passou a sofrer críticas nas redes sociais.


Serafim disse esperar que a decisão torne o governo estadual mais responsável em relação a gestão do estado. O deputado passou boa parte de 2019 fazendo pronunciamentos com dados reais sobre medidas de impacto na economia local em função de decisões tomadas pelo governo do estado.

Wilson explica medida

“Hoje eu estou tomando a decisão de revogar o dispositivo da Reforma Administrativa que garantia a promoção a esses servidores, entendendo que continuamos caminhando nesse processo de austeridade de revisão para esse equilíbrio fiscal (…) A gente dá um passo atrás, entendendo o momento ao qual a gente está passando. Discuti exaustivamente com a Assembleia Legislativa, com os deputados da nossa base, entendendo a necessidade de tomar essa decisão”, afirmou o governador.

Deputados deram carta branca

No final de 2019, o governador aproveitou a carta branca que ganhou da Assembleia Legislativa ( exceto os deputados Serafim Corrêa, Josué Neto, Wilson Barreto e Dermilson Chagas, que votaram contra ) , com a aprovação da Resolução Legislativa 716, de 3 de outubro de 2019, e aumentou os salários de funcionários nomeados por ele para cargos no alto escalão do governo.


Com o acréscimo salarial dado por Wilson Lima, secretários executivos, secretários adjuntos e diretores de órgãos do governo do Amazonas passaram a receber, no governo do Estado, salários de R$ 22.680,00 a até R$ 35.372,27. Servidores de confiança e comissionados do segundo escalão da administração estadual passaram a ganhar salários maiores do que os dos governadores de SP e RJ, dois dos estados mais ricos do Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *