Wilson Lima assina repasse de R$ 445 milhões do Amazonas Meu Lar

Dinheiro vai para a Caixa Econômica iniciar construção de casas

Recursos vão financiar imóveis para população de baixa renda

O governador Wilson Lima e o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Carlos Vieira, assinaram, nesta quarta-feira (27), o contrato que viabiliza uma das principais linhas de atendimento do programa Amazonas Meu Lar, o Subsídio Entrada do Meu Lar. A assinatura foi realizada na sede do Governo do Amazonas, bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

Até 2027, o Governo do Estado pretende repassar R$ 446 milhões ao banco, que fará a prestação de serviços de gestão de recursos e operacionalização do maior programa de habitação da história do Amazonas.

“O que o Amazonas Meu Lar está trabalhando é com moradias dignas, moradias em que as pessoas possam não só ter o seu lar, mas que elas estejam inseridas na vivência do dia a dia da cidade. Hoje, estamos dando um passo importante nessa parceria com a Caixa Econômica Federal”, destacou Wilson Lima.

Amazonas Meu Lar

O Amazonas Meu Lar integra as políticas de habitação e fundiária do Governo do Estado, sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb) e execução da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) e Secretaria das Cidades e Territórios do Estado do Amazonas (Sect).

“O governo está dando o pagamento da entrada desse imóvel e essa pessoa no final irá assumir as parcelas do financiamento feito através da Caixa Econômica Federal. Essa é uma grande forma que o Governo encontrou de facilitar o acesso às pessoas para adquirir o seu imóvel próprio”, disse o secretário de estado de Desenvolvimento Urbano, Fausto Júnior.

Dados cadastrais

O programa encontra-se na fase de fechamento dos dados cadastrais para a seleção das primeiras famílias beneficiadas, conforme os critérios de prioridade definidos. Os beneficiários irão receber do estado um certificado com o valor do subsídio para apresentar à Caixa Econômica na ocasião do financiamento.

Para 2024, o valor do recurso repassado à Caixa será de R$ 115,28 milhões, que pode atender 3,3 mil famílias. Para 2025, serão R$ 124,88 milhões. Para 2026, o valor previsto é de R$ 130,8 milhões, enquanto para 2027, serão R$ 75,04 milhões.

Para famílias da Faixa 1, que tenham renda mensal bruta de até R$ 2.640,00, o valor do subsídio é de R$ 35 mil. Já para a Faixa 2, com renda mensal bruta de R$ 2.640,01 até R$ 4,4 mil será de R$ 30 mil. Para as famílias da Faixa 1, o valor do imóvel que poderá ser ofertado para financiamento nessa linha de atendimento é de R$ 198 mil. E para a Faixa 2, é de R$ 240 mil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *