PRIMEIRA MÃO

Vice diz que Governo libertou terceirizados da escravidão

Vice diz que Governo libertou terceirizados da escravidão

O vice-governador Carlos Almeida Filho (PRTB) usou suas redes sociais para festejar o fim da primeira semana de contratação direta de técnicos de enfermagem. Disse que o Governo libertou esses profissionais da escravidão da terceirização implantada desde os anos 90, com a implantação do SUS. Almeida destacou que o Estado pagava até R$190 reais por plantão para as empresas e cooperativas, mas essas repassavam em média apenas R$ 107, tendo casos de até mesmo R$ 57.

✅ Pagamento garantido

“A partir desse mês o Estado não só garante o pagamento em dia, junto com o calendário do funcionalismo, mas também o pagamento de R$ 132 por plantão. Ele estima que o Estado terá uma economia de R$ 36 milhões por ano. No final da coluna, a íntegra do texto postado por Carlos Almeida Filho.

✅ Falta convencer os órgãos de controle

O Governo ainda tem que convencer os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e promotores do Ministério Público de que a contratação direta é constitucional. Há entendimento de vários conselheiros e promotores de que esse tipo de contratação da forma como está sendo feita pelo Estado é ilegal.

✅ Lula quer José Ricardo na Prefeitura

A executiva nacional do PT e o ex-presidente Lula bateram o martelo: querem que o partido lance candidato próprio à Prefeitura de Manaus e nome deve ser de José Ricardo, o homem da Kombi. O problema é convencer o presidente estadual do PT, deputado estadual Sinésio Campos, que não abre mão de disputar as prévias que vão indicar o nome do candidato a prefeito. Sinésio tem maioria de convencionais e ganha fácil de José Ricardo, mas não tem lastro eleitoral para embate majoritário e não é competitivo. 

✅ Serafim define estratégia

O deputado Serafim Corrêa (PSB) avalia que a única opção do Amazonas em relação à redução de IPI empresas de concentrados de refrigerantes instalados no estado é “reivindicar, explicar, argumentar, mas o Juiz único é ele, Bolsonaro. Quanto menor o IPI, menos estímulo às empresas tem para ficarem em Manaus ou virem para cá”, explica.

✅ Bolsa Universidade

A Prefeitura de Manaus recebe até quinta-feira (23) a documentação dos candidatos classificados na fase de remanejamento do processo seletivo 2020 do Programa Bolsa Universidade. Contemplados devem comparecer à sede da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional. 

✅ Arthur lança programa

O prefeito Arthur Neto lança nesta quarta-feira (22) a quarta etapa do Programa de Requalificação Viária e Urbana de Manaus – “Requalifica”.  Nesta nova fase, mais de 165 vias receberão uma nova camada de asfalto em toda sua extensão. Áreas como estrada do Puraquequara e bairros Cidade de Deus, Japiim e Petrópolis e Parque 10 de Novembro serão contemplados.

✅ Recadastramento de janeiro

Mais de 4,1 mil servidores, aposentados e pensionistas do Governo do Amazonas nascidos em janeiro efetuaram o recadastramento obrigatório deste mês. O prazo encerra nesta sexta-feira (24), e quem deixar de fazer o procedimento terá o salário suspenso.

✅ Escola do Legislativo

A Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Amazonas, abriu inscrições, para a abertura oficial do início das atividades no dia 11 de fevereiro, a partir das 9h, no auditório Senador João Bosco Ramos de Lima. A abertura terá a palestra: “Protagonismo Judicial em tempos de crise”, com o desembargador do TJAM, Flávio Pascarelli. As inscrições são gratuitas para servidores e o público interessado. Informações no telefone (92) 3183-4393.

⚠  LINHA DIRETA

🚨 O Teatro Amazonas abre a temporada de shows em 2020, com o cantor Geraldo Azevedo que desembarca em Manaus com o novo projeto “Solo Contigo” no dia 1º de fevereiro.

A íntegra da postagem de Carlos Almeida

O Concluímos nesta semana a contratação direta dos técnicos de enfermagem, profissionais da escravidão da terceirização, sistema proliferado pelos últimos governos desde a década de 1990, com a implantação do Sistema Único de Saúde (SUS).


O Estado pagava até R$ 190 por plantão para as empresas, mas essas repassavam, a maioria com atraso nos pagamentos mensais, média de R$ 107 por plantão, com casos de R$ 67 e mesmo R$ 57 o plantão.


A partir desse mês, o Estado garante o pagamento em dia, junto com o calendário do funcionalismo, o valor de R$ 132,40 o plantão. Valorização, respeito, compromisso desse Governo com o trabalhador, com as pessoas. Profissional que recebe em dia se dedica, e quem ganha também é a população.


Temos muito mais para resolver na Saúde, mas não falta vontade, mesmo contrariando interesses, que não são do povo. Obrigado a todos, que se empenharam nessa missão. Vamos para a próxima!


Compartilhe >
Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *