fbpx
23 de maio de 2022
Um Lugar para os excluídos…!!!

Coluna:

Por: Maria Ritah

Maria Ritah é atleta ultramaratonista, apresentadora e produtora do programa Conexão Gaia, da radio Logos FM 87.9. Contato comercial 92-991021957

Um Lugar para os excluídos…!!!

ddde7b33d0c45df538d4d3ccbd4fd51daa38f7b6

Por Maria Ritah

Um dia desses, eu perdida no tempo e no espaço, fiquei vendo vídeos curtos das mais variadas redes sociais. Foi aí que eu me deparei com um trecho de um dos filmes do ator (que eu amo) Denzel Washigton. Olhar firme, ele dizia para uma outra personagem: “há dois tipos de dor neste mundo: a dor que machuca, e a que modifica”.
Essa fala ecoou na minha alma, porque ainda que qualquer mudança cause medo, uma pessoa não deve deixar que aquilo que é incerto a impeça de tentar melhorar todo dia.

Num mundo que exige cada vez mais conectividade e performance, melhorar parece ser até medíocre, mas não é.
Para além da ditadura do sucesso, do dinheiro, da beleza e tantas outras demandas, existe um indivíduo que tem uma identidade e quer ser visto, reconhecido, amado e fazer parte.
Esse indivíduo pode estar na rua, dormindo na calçada, bêbado ou drogado. Ele também pode ser aquele seu familiar, que sabe Deus porque, você não gosta. Pode estar num manicômio, presidio, isolado ou num hospital abandonado. Pode simplesmente estar perto e você enxerga, mas não vê (ou não quer ver). Esse indivíduo também pode ter uma vida comum, uma família comum, amigos, colegas e afins, comum!

Toda essa conversa mental, veio a minha memória quando eu li o livro “Um Lugar Para Os Excluídos”, escrito pelo ex-padre, psicoterapeuta alemão, Bert Hellinger. Ele criou as Constelações Familiares, uma terapia alternativa que pretende curar problemas decorrentes do sistema familiar.

A palavra “excluído” por si só causa dor. Aquela mesma dor a que se refere Denzel, onde você pode ficar reclamando, murmurando ou pegar esta dor e mudar a si mesmo, ainda que seu sistema seja falido… sei lá!

Achar o nosso lugar no mundo, no trabalho, na família, segundo Bert, traz paz, harmonia e as coisas andam para frente e produz inclusão.

Eu me identifiquei tanto com essa história de excluído que confesso para vocês que fui atrás de saber dessa terapia e como funcionava.

Foi daí, que em 2019 fiz o curso presencial em módulos pelo Instituto Imensa Vida. Busquei nos livros as respostas que eu não encontrava e nas práticas fucei algumas técnicas para dar lugar aos excluídos do meu sistema um lugar. Foi assim que trabalhei junto com a minha corridoterapia, os meus processos.

Neles eu confesso que exclui e fui excluída, para depois entender que: nada existe de mal, pois atras de tudo, atua uma força criadora quando se muda a forma de olhar, isso porque é no coração ❤ que eu dou lugar ao outro independente de quem seja.

Sem lástima, mais com plena concordância com tudo, tal como é e foi.

Hoje eu estou aqui, compartilhando minha história seguindo o “script da vida”( como bem diz minha amiga Dulcineia, mais conhecida como doce Dulce…risos* )

Só por hoje, por meio de tantos aprendizados, eu aceito e acolho com gratidão todas as circunstâncias.

É isso!

Maria Ritah
É atleta ultramaratonista, apresentadora e produtora do programa Conexão Gaia, da radio Logos FM 87.9. No canal do YouTube, conta em vídeos curtos, suas histórias. Contato comercial 092 991021957. E-Mail [email protected]

Qual sua Opinião?

Confira Também