UEA e Ibama alinham implementação do “Projeto “Curupira”

Inteligência Artificial será usada para monitorar a floresta

Tecnologia permitirá identificação de ameaças como motosserras

O superintendente do Ibama no Amazonas, Joel Araújo Filho, o reitor da UEA, André Zogahib, e representantes do Laboratório de Sistemas Embarcados do Hub – Tecnologia e Inovação (LSE-HUB), professores Raimundo Cláudio Gomes e Fábio Cardoso, marcou o início da implementação do Projeto Curupira, de monitoramento da floresta com a finalidade de evitar o desmatamento.

O projeto foi desenvolvido por pesquisadores da UEA que, com uso de Inteligência Artificial (AI) tem como finalidade identificar sons de anomalia no ambiente florestal, como o barulho de motosserras, que podem indicar ameaças ao ecossistema como desmatamento e invasões.

Teste em laboratório

Segundo a UEA, o Projeto Curupira foi testado com sucesso em ambiente laboratorial e também em florestas próximas a Manaus.

Para o reitor da UEA, André Zogahib, o projeto é um marco na proteção ambiental para a universidade. “Isso mostra como o Brasil vem despontando na questão da proteção ambiental, reforçando ainda mais a nossa relação para a promoção de políticas públicas essenciais dentro da nossa universidade pública brasileira”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *