fbpx

Tribunal Eleitoral publica Moção de Reconhecimento a Bruno Pereira

Indigenista morto no Vale do Javari era colaborador da Justiça Eleitoral

Ele projetava instalação de sessões eleitorais em comunidades indígenas

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, desembargador Jorge Lins divulgou uma Moção de Reconhecimento ao indigenista Bruno da Cunha Araújo Pereira, reverenciado internacionalmente por sua luta pelas causas indígenas e assassinado no começo do mês de junho, no Vale do Javari, junto com o jornalista inglês Dominic Phillps.

Colaboração

No texto, o desembargador Lins enaltece a colaboração de Bruno às ações da Justiça Eleitoral do Estado, especialmente nos projetos voltados à instalação de sessões eleitorais em comunidades indígenas nos municípios de Atalaia do Norte (Vale do Javari) e São Gabriel da Cachoeira.
“Este Tribunal se solidariza com a dor da família enlutada, expressando sinceras condolências pelo passamento do senhor Bruno da Cunha Araújo Pereira. Que descanse em paz”, assina o presidente do TRE-AM.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.