Tribunal de Contas suspende licitação da Câmara de Autazes

Falta de edital impediu a participação de concorrentes

A suspeita é que o certame já estava direcionado

A presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), conselheira Yara Amazônia Lins, suspendeu uma licitação da Câmara Municipal de Autazes por indícios de direcionamento no edital.

A decisão atendeu a uma denúncia feita por uma outra empresa, que não conseguiu participar do certame porque o edital não foi disponibilizado pela Câmara Municipal.

Todo o pregão foi suspenso

A decisão da conselheira Yara Lins determina a suspensão de qualquer ato administrativo relacionado ao Pregão Presencial nº 15/2023, até que todas as irregularidades sejam apuradas pela Corte de Contas.

A Câmara Municipal de Autazes tem o prazo de 15 dias para apresentar manifestação acerca das denúncias.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *