TJAM conquista categoria “Ouro” no Prêmio CNJ de Qualidade

Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) conquistou a categoria “Ouro” no Prêmio CNJ de Qualidade, divulgado na manhã desta sexta-feira (27), por videoconferência, durante o “XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário”. A premiação reconhece os tribunais com melhores resultados obtidos com base em critérios de quatro eixos: governança; produtividade; transparência; e dados e tecnologia. E aqueles com melhor colocação foram reconhecidos nas categorias “Diamante”, “Ouro” e “Prata”. Para a categoria “Diamante”, é preciso obter no mínimo 70% da pontuação; para “Ouro”, pelo menos 60%; e para “Prata”, no mínimo 50%.

O presidente do TJAM, desembargador Domingos Jorge Chalub, disse que “essa conquista engrandece a dedicação dos servidores e magistrados do TJAM. Há de se destacar a gestão do órgão diretivo anterior, com os desembargadores Yedo Simões, Wellington de Araújo e Lafayette Vieira, no ano de 2019 e metade de 2020. E agora, sob novo comando, com a participação brilhante e eficaz das desembargadoras Carla Reis e Nélia Caminha, com certeza apoiados pela união de esforços de todos os colegas, caminharemos para o ‘Diamante’”, comemorou.

O presidente Chalub acrescentou que a conquista do TJAM ganha ainda mais relevância, considerando que o Amazonas foi um dos Estados mais afetados pela pandemia da covid-19, o que exigiu esforços redobrados para manutenção dos serviços jurisdicionais, num contexto de distanciamento social necessário para a proteção de todos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *