transferir
O Esverdeamento da Economia

Por: Michele Lins Aracaty e Silva

Economista, Doutora em Desenvolvimento Regional, Docente do Departamento de Economia da UFAM, ex-vice-presidente do CORECON-AM.

Objetivos para um mundo melhor

WhatsApp Image 2023-09-17 at 10.56.36

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável foram apresentados ao mundo em 2015 durante a Assembleia Geral das Nações Unidas que contou com a participação de 193 Estados-membros. Os ODS como são conhecidos definem metas mundiais para os próximos anos com o propósito de um mundo melhor e que “ninguém seja deixado para trás”.

O compromisso firmado partiu de quatro principais dimensões: social, ambiental, econômica e institucional. Totalizando assim, 17 Objetivos e 169 metas globais interconectadas a serem alcançadas até 2030. Por esse motivo, chamamos de Agenda 2030.

A agenda 2030 é amplamente comprometida com o desenvolvimento sustentável, a erradicação da pobreza, com a igualdade e justiça. A proposta tem como base os seguintes princípios orientadores: Pessoas, Planeta, Prosperidade, Paz e Parcerias (também conhecidos como “Os 5 P’s”).

Os ODS’s constituem um apelo universal para a ação em prol do crescimento sustentável e da promoção da cidadania sendo norteados por iniciativas a serem desenvolvidas em conjunto entre o setor público, o setor privado, as instituições e as organizações.

Você conhece os 17 ODS’s? Eles são enumerados da seguinte forma e como já mencionamos, são interconectados:

1.Erradicação da pobreza de todas as formas e em todos os lugares; 2. Erradicação da fome, melhora da nutrição e segurança alimentar e promoção da agricultura sustentável; 3. Garantia do acesso à saúde de qualidade e promoção do bem-estar para todas as idades; 4. Garantia do acesso à educação de qualidade, inclusiva e equitativa e a oferta de oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos; 5. Alcance da igualdade de gênero e empoderamento de meninas e mulheres; 6. Garantia da disponibilidade e gestão sustentável de água potável e saneamento; 7. Garantia ao acesso de fontes de energia limpas e modernas; 8. Promoção do trabalho decente, pleno e digno e crescimento econômico sustentável;

Dando continuidade, temos: o 9. Promoção da indústria sustentável e da infraestrutura resiliente e fomento da inovação; 10. Redução das desigualdades nos países; 11. transformação das cidades e comunidades em lugares mais inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis; 12. Garantia de padrões de consumo e de produção sustentáveis; 13. Adoção de medidas urgentes para combater as mudanças climáticas e seus impactos; 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos; 15. Proteção, restauração e promoção do uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerenciamento sustentável de florestas e combate à degradação do solo e perda de biodiversidade; 16. Promoção de sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, acesso à justiça para todos e construção de instituições responsáveis, eficazes e inclusivas; 17. Reforço dos meios de implementação e revitalização da parceria global para o desenvolvimento sustentável. 

O Brasil foi protagonista na elaboração dos ODS’s bem como da redação final da Agenda 2030, mas de acordo com o Relatório Luz está atrasado no cumprimento de mais de 80% das metas. Ademais, sofre um apagão de dados e de informações o que dificulta o monitoramento dos compromissos.

E você, como tem contribuído para os ODS’s? e para a agenda 2030? Você sabia que o engajamento individual também é relevante para o cumprimento das metas?


Qual sua Opinião?

Confira Também