TCE faz blitz no Hospital Francisca Mendes

Paciente denunciou suspensão de cirurgia por falta de insumos

Direção do hospital disse que situação foi normalizada

Na manhã desta quarta-feira (03), o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) realizou mais uma inspeção do programa ‘Blitz TCE’ no âmbito da saúde pública. Nove auditores técnicos estiveram no Hospital Universitário Francisca Mendes, localizado na avenida Camapuã, no bairro Cidade Nova, zona Norte de Manaus.

As denúncias podem ser feitas por WhatsApp, por meio do número +55 92 9 9199-5518 ou pelo e-mail [email protected].

Suspensão de cirurgias

De acordo com o chefe do Departamento de Auditoria em Saúde (Deas), Luciano Simões, a vistoria teve como objetivo apurar uma denúncia recebida nos canais de comunicação do Blitz TCE sobre suspensão de cirurgias por carência de insumos, além de falta de medicamentos.

“Aqui no Hospital Francisca Mendes, o objetivo foi apurar uma denúncia sobre a espera, suspensão e cancelamento de cirurgias por falta de insumos e medicamentos. A verificação foi feita junto a diretoria geral do Hospital, a qual cedeu várias documentações pertinentes e possibilitou a inspeção dos setores estratégicos da unidade”, afirmou o chefe.

Repasse de recursos

Conforme Luciano Simões, a gestora da unidade hospitalar afirmou que a situação no Hospital Francisca Mendes foi normalizada após o repasse de recursos por parte da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM).

“O que nos foi informado é que a situação já está normalizada, mas que houveram cancelamentos por falta de insumos, tendo em vista a falta de recursos que ainda não tinham sido repassadas especificamente para esse hospital. Com a situação normalizada, a Corte de Contas espera que não ocorra mais essa situação. Por enquanto, o Tribunal de Contas fez aqui a notificação e seguiremos fazendo a análise de toda a documentação aqui colhida”, concluiu.

Distribuição de medicamentos

Durante as inspeções, a equipe de auditores também fiscalizou o setor de distribuição de medicamentos e estoque de insumos, analisou equipamentos e máquinas da sala de hemodinâmica e centro cirúrgico, bem como avaliou os geradores de energia, área de abastecimento de produtos essenciais como oxigênio e nitrogênio líquido, além de análise de serviço de higienização do hospital.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *