Secretária Nacional do PT organiza evento feminino em Brasília

Anne Moura reuniu mulheres do campo, da floresta e das águas na Marcha das Margaridas

Movimento incentiva a eleição de mulheres nesses territórios

A secretária Nacional de Mulheres do PT, Anne Moura, organizou dentro da Marcha das Margaridas, que aconteceu em Brasília nesta quarta-feira (16) o Fórum das Mulheres Petistas do Campo, da Floresta e das Águas, com a finalidade de debater a importância de se eleger mulheres que ocupam esses territórios.

Candidaturas femininas

Anne Moura, destacou a importância do encontro no fortalecimento de candidaturas femininas que se organizam no campo, na floresta e nas águas, com especial atenção para o ano de 2024. “É mais que necessário estarmos reunidas aqui para fortalecer a nossa presença nos espaços de poder. Muito do que vocês verão por aqui e por todo o lugar tem companheiras do PT. Esse Fórum é uma parceria com a Secretaria Agrária. Quero destacar também o projeto Elas por Elas, que potencializa a presença das mulheres na política”, destacou.

Debates

No encontro de mulheres petistas houve o momento de apresentações culturais e artísticas. Depois, aconteceu o painel “A Nova Primavera para as mulheres do PT”, em parceria com a Secretaria Nacional de Formação Política do PT/SNFPT e a Fundação Perseu Abramo (FPA). A atividade contou com a presença de Vivi Farias, vice-presidenta da FPA; de Eleonora Menicucci, ex-ministra de Política para as Mulheres e atual presidenta do Conselho Curador da FPA; de Eliane Martins, que integra a equipe pedagógica da Primavera; Júlia Kopf, diretora da União Nacional dos Estudantes (UNE) e Helen Coutinho, diretora da FPA. Participaram ainda as deputadas federais Érika Kokay (PT-DF) e Maria do Rosário (PT-RS).

Marcha das Margaridas

A Marcha das Margaridas é uma homenagem a Margarida Maria Alves, ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Grande, na Paraíba. Ela foi assassinada em 12 de agosto de 1983 em resposta a sua luta pelos direitos da categoria. Latifundiários da região são suspeitos do crime.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *