Samuel Benchimol ganha memorial no Centro Cultural Povos da Amazônia

Monumento guarda a trajetória do professor e economista amazonense

Totens digitais, estátua, objetos pessoais e obras compõem o acervo da exposição

O Governo do Amazonas inaugurou no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA), um memorial em homenagem ao economista e professor Samuel Benchimol, que durante décadas comandou movimentos de preservação da floresta e de qualidade de vida para o povo do Amazonas e era conhecido como “o amazonólogo”.

Legado vivo

O espaço dedicado a Benchimol tem desde um monumento em homenagem ao professor, assinado pelo parintinense Jair Mendes, ocupando uma posição de destaque no espaço, até objetos pessoais, vídeos e fotos do cientista e suas atividades, disponíveis em um totem digital.


A neta de Benchimol, Ilana Minev, descerrou a estátua em homenagem ao avô e destacou a relevância do memorial, lembrando que é uma revitalização do legado do economista “assegurando que ele permaneça vivo em uma Amazônia próspera, autêntica, preservada, desenvolvida e repleta de oportunidades, tal como ele incansavelmente trabalhou para construir”, disse.

A família de Samuel Benchimol inaugurou a estátua em sua homenagem (Foto: Marcely Gomes/SCEC)

Exposição permanente

O Memorial Samuel Benchimol tem exposição permanente no Centro Cultural dos Povos da Amazônia, localizado na Avenida Silves, 2.222 – Distrito Industrial I (antiga Bola da Suframa). O espaço funciona de terça-feira à sábado, das 9h às 15h, com entrada gratuita.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *