Saíram de Humaitá para dar golpes no Rio de Janeiro

Jovens foram presos por se passarem por juízes

Eles chegaram a embolsar até R$ 14 milhões

Alessandra Luppo
Da redação do ÚNICO

A polícia de São Paulo prendeu três homens que falsificavam decisões do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e dois deles são de Humaitá, no interior do Amazonas, a 696 km de Manaus. Segundo a polícia, eles chegaram a aplicar golpes em pessoas, bancos e no próprio TJRJ.

Marcos Oliveira Lemos e Luiz Henrique dos Santos Moreira estudaram no Instituto Federal de Humaitá, onde cursaram Técnica em Informática, e eram bastante conhecidos na cidade, como informou o portal A Crítica de Humaitá.

Segundo as investigações, junto com Vitor Gustavo Ribeiro de Oliveira, Marcos e Luiz Henrique criaram uma senha digital no sistema do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, para se passarem por um juiz. Em um dos golpes, eles chegaram a desviar R$ 14 milhões da conta de um cliente falecido.

Os três suspeitos foram autuados em flagrante e vão responder por uso de documento falso, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Com informações do G1 e A Crítica de Humaitá


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *