Rio Negro atinge a menor cota dos últimos 126 anos

Tendência é continuar baixando, diz Defesa Civil

Seca histórica afeta todo o Amazonas

O rio Negro, que atingiu nesta segunda-feira (16) a menor cota dos últimos 126 anos de registro pelo Porto de Manaus, pode continuar baixando ainda mais até o fim do mês. A previsão é da Gerência de Encaminhamento e Acompanhamento (GEA), da Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil Municipal (Sepdec), vinculada à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semseg), da Prefeitura de Manaus.


Nesta segunda, a cota do rio Negro estava em 13,59 metros acima do nível do mar, contra 13,63m registrada no ano de 2010, considerada a maior seca do século.


De acordo com a medição feita pelo Porto de Manaus, o Rio Negro baixou 32 centímetros entre sábado e hoje. As medidas do final de semana foram: menos 13 cm no sábado; menos 9 cm no domingo; menos 10 cm nesta segunda-feira

Prejuízos

Segundo a Defesa Civil, Manaus tem 63 comunidades rurais ribeirinhas em condições de emergência por conta da seca. Eles estão recebendo cestas básicas, água potável e kits de higiene.
Em todo o Estado, estão em situação de emergência 50 municípios, 10 estão em estado de “Alerta” e dois – Apuí e Presidente Figueiredo – têm situação “Normal”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *