Restauração de Igrejas no Centro Histórico de Manaus

As igrejas são consideradas os templos mais antigos da capital

Arquidiocese conseguiu recursos junto a Bancada Federal do Amazonas

Alessandra Luppo, para o ÚNICO

Os templos mais antigos de Manaus estão em reforma. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Amazonas, iniciou as obras de restauração das três igrejas do centro histórico da capital: Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora dos Remédios e São Sebastião.
Os recursos, são R$ 7.995.000,00 e o pedido de reforma partiu da arquidiocese de Manaus que protocolou uma solicitação junto à bancada do Amazonas no Congresso Nacional, em 2022.
A ação contou com o apoio do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (IMPLURB), da Secretaria de Estado da Cultura (SEC) e do Iphan, que elaborou o projeto de engenharia, orçamento e arquitetura. A ordem de serviço foi assinada 31 de janeiro deste ano, na catedral metropolitana de Manaus.

Templos mais antigos

As igrejas são consideradas os templos mais antigos de Manaus e são tombadas pelo Patrimônio Histórico. Na matriz, as obras iniciaram pelo forro danificado pela presença de cupins e, na área externa, a manutenção vai restaurar as pedras históricas e calçadas.
Na igreja de Nossa Senhora dos Remédios, as obras se concentram na casa paroquial. Segundo o cardeal e arcebispo metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner, as atividades nas três igrejas não serão prejudicadas:
“As igrejas não serão fechadas. Naturalmente se farão em etapas. Esse andamento se fará dentro da programação, se verá que espaços das igrejas serão interditados. Mas as igrejas não serão interditadas” explicou o cardeal Dom Leonardo Steiner.
Dentre as três reformas, a Matriz Nossa Senhora da Conceição receberá o maior recurso financeiro, R$ 4,2 milhões, seguida da paróquia de Nossa Senhora dos Remédios, com R$ 1,9 milhões, e a igreja de São Sebastião, que vai dispor de R$ 1.895.000,00.

Pontos a serem reformados

A reforma compreenderá pintura, instalação de ar-condicionado, serviços elétricos e hidráulicos, adequações de acessibilidade e conforto ambiental, modernização das instalações prediais/especiais (elétrica, lógica, hidrossanitário, segurança e combate a incêndio) e adequações visando a assegurar a percepção dos atributos e características que expressam os valores reconhecidos no tombamento do bem (ex: remoção de elementos espúrios como coberturas, padronização de componentes / mobiliário).


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *