PRIMEIRA MÃO

Promotores dormem em cima de processos que investigam prefeituras do interior

Extração de gás e petróleo na Amazônia: municípios receberam recursos, mas não prestaram contas (Foto: Divulgação)

Concurso público no Inpa; confira as vagas

Conselho Indigenista Mura fará protesto por potássio

Deputado aprova projeto contra roubo de fios e cabos metálicos

Wilson Lima leva a venda de carbono na mala, para Dubai

Combate ao garimpo surte efeito em Lábrea, diz revista norte americana

Seca: Balança comercial do Amazonas teve retração forte

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com editorias do Único

A demora excessiva de promotores

No dia 2 de agosto passado, o Comitê Anticorrupção do Amazonas enviou ofício ao Ministério Público, solicitando informações sobre dinheiro recebido por 16 prefeituras do interior do Amazonas; por royalties de petróleo. No dia 23 do mesmo mês, o Procurador Geral de Justiça, Alberto Júnior, enviou memorando aos promotores que atendem nesses municípios, para abrirem investigação sobre o caso. Até a edição deste material (30 de novembro) – mais de 3 meses – não há atualização do Ministério Público sobre o caso.

A lista dos municípios beneficiados é a seguinte:

As 16 prefeituras que foram beneficiadas por uma decisão discutível do 1º Tribunal Federal, em Brasília são: Alvarães, Atalaia do Norte, Itamarati, Juruá, Jutaí, Manacapuru, Nhamundá, Novo Airão, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Barreirinha, Borba, Fonte Boa. O município de Alvarães, por exemplo, recebeu R$ 16 milhões e não se tem informações do que foi feito com o dinheiro.

Concurso público

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, o Inpa, vai abrir inscrições de 12 de dezembro a 15 de janeiro, para concurso público. São 51 vagas para pesquisador adjunto e 12 destinadas a tecnologista pleno. Salário até R$ 14. 274, 86. Informações: www.gov.br/inpa.

Protesto pelo potássio de Autazes

Representantes do Conselho Indígena Mura vão realizar manifestação nesta quinta-feira (30) em apoio à extração do potássio de Autazes. A concentração acontecerá às 12h em frente à sede do Ministério Público Federal, seguindo depois para a sede da Justiça Federal.

Projeto de Dan Câmara contra roubo

A Assembleia Legislativa aprovou projeto do deputado Dan Câmara (Podemos) que estabelece penalidades para o roubo e a receptação de cabos e fios metálicos, geradores, baterias, transformadores e placas metálicas usadas para a vedação de bueiros.

Deputado Dan Câmara

Wilson Lima na COP28

O governador Wilson Lima anunciou ontem que nesta quinta-feira (30) leva para Dubai, para a COP28, o projeto de venda de carbono para financiar o combate e redução do desmatamento no Estado. Segundo ele, é possível arrecadar até R$ 1 bilhão com a venda de créditos de carbono. A participação do governador no evento inclui encontros com organizações financeiras e potenciais investidores.

Em Lábrea, garimpeiros reclamam

A revista Americana Economist publicou que enviou um repórter a Lábrea, na calha do rio Madeira, e ouviu de garimpeiros que todo mundo está insatisfeito com o combate ao garimpo e às queimadas. A revista comemorou a reação negativa dos entrevistados como uma vitória do presidente Lula que poderá “ser exibida” na COP28.

Balança comercial em baixa

O secretário de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Serafim Corrêa, apontou que a balança comercial do Estado teve uma queda de 45,37% em relação ao mês de setembro de 2023 e de 47,53% em relação a outubro de 2022. Segundo ele, essa redução nos valores pode ser atribuída a seca nos rios da região, que atrapalhou tanto a chegada (importação) quanto a saída (exportação) de produtos.

Secretário Serafim Corrêa

FALE CONOSCO

Solange Elias (EDITORA)
(92) 99105-7388

Guilherme Martins (TI/COMERCIAL)
(92) 98638-5707

CEO: Claudio Barboza
(92) 99116-1777


Compartilhe >
Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *