fbpx

Profissionais da saúde da Aeronáutica de Manaus serão enviados para Roraima

Grupo vai atuar na região de Surucucu dando assistência aos indígenas Yanomami

Medida do governo federal envolve ainda envio da força nacional do SUS àquele Estado

Valéria Costa
Correspondente

Brasília (ÚNICO) – Oito profissionais de saúde da Aeronáutica de Manaus serão enviados à região de Surucucu, distante cerca de 270 quilômetros de Boa Vista, em Roraima, para compor o grupo assistencial aos indígenas Yanomami e auxiliar a estancar a crise sanitária e nutricional que atinge aquele povo há alguns anos. A informação é da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai).
Mortes de crianças, adultos e idosos por desnutrição e outras doenças como malária, na tribo Yanomami, vieram à tona na semana passada, antecipando uma viagem do presidente Lula e sua comitiva à região. Mas esse drama se arrasta há alguns anos. Somente em 2022, cerca de 100 crianças entre 1 e 4 anos morreram vítimas de desnutrição como pano de fundo o garimpo ilegal na região.
Além desse efetivo de profissionais, o governo federal vai enviar uma equipe da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS), que vai operar o Hospital de Campanha, na região, até a próxima sexta-feira (27).
Uma equipe do Ministério da Saúde está em Roraima desde o dia 16 numa missão para verificar a situação dos indígenas Yanomami e efetivar providências, como o envio de cestas básicas e suplementos alimentares para crianças indígenas. Na sexta-feira passada (20), o presidente Lula editou decreto em que cria o Comitê Nacional de Enfrentamento à Desassistência Sanitária das populações em território Yanomami.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *