fbpx

Prestadores de serviço fazem cobrança à direção do PDT no Amazonas

Ativistas gravam vídeo pedindo o pagamento pelo trabalho nas ruas

Candidata Carol Braz diz que “todas as equipes estão sendo pagas”

A dez dias do primeiro turno das eleições deste ano, o PDT do Amazonas encara hoje vídeo gravado por trabalhadores de campanha, que divulgaram nas redes sociais sua insatisfação pela falta de pagamento do valor combinado para a militância nas ruas. No vídeo, um dos manifestantes define: “hoje vai esquentar aqui no teu comitê”, em gravação de WhatsApp com recado enviado diretamente à candidata ao governo do Estado, Carol Braz. (Veja o vídeo abaixo)


Em resposta ao ÚNICO, Carol Braz foi lacônica e se limitou a afirmar que “todas as equipes estão sendo pagas”.

Problemas velhos

O PDT tem encarado problemas internos desde o início deste ano, quando um novo interventor, o empresário Flávio Zacher, foi nomeado pela direção nacional do partido, assumindo o comando administrativo do partido, acumulando com o diretório de Roraima (RR).
Na época, os militantes históricos do partido reclamaram que o novo presidente se isolou e não abriu diálogo com nenhuma ala da agremiação. Um deles chegou a postar em suas redes sociais que “soube da nomeação pela imprensa”.
Mesmo assim, o PDT conseguiu se organizar precariamente, sob o comando de Zacher, realizando convenção partidária e indicando Carol Braz para o governo e Luiz Castro para o Senado.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.