fbpx

Presidente Lula homologa duas terras indígenas; uma é no Amazonas

Acapuri de Cima, em Fonte Boa, e Rio Gregório, no Acre, são as beneficiadas pelos decretos

Assinatura dos atos acontece por ocasião do Dia da Amazônia

Valéria Costa
Correspondente

Brasília (ÚNICO) – A terra indígena Acapuri de Cima, que fica no município de Fonte Boa (distante a 678 quilômetros de Manaus), ocupada pelo povo Kokama, está a um passo do registro formal da demarcação de terras.

O decreto que homologa este território foi assinado na tarde desta terça-feira (5) pelo presidente Lula em solenidade no Palácio do Planalto por ocasião do Dia da Amazônia, comemorado hoje.

O documento formaliza a posse permanente da terra.

Além das terras do povo Kokama, Lula também homologou decreto oficializando as terras indígenas Rio Gregório, que fica no município de Tarauacá, no Estado do Acre, ocupadas pelos povos Katukina e Yawanawá.

A segunda do ano

Essa é a segunda terra indígena no Amazonas homologada pelo governo Lula neste primeiro ano de mandato. Em abril, o presidente assinou decreto reconhecendo o território indígena Uneiuxi, que fica no Alto Rio Negro e abriga o povo Maku Nadëb.

Além de Lula e do vice-presidente Geraldo Alckmin, a cerimônia reuniu os ministros Marina Silva (Meio Ambiente), Sônia Guajajara (Povos Indígenas), Anielle Franco (Igualdade Social), Flávio Dino (Justiça), Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário) e a presidente da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), Joenia Wapichana, além de outras autoridades e convidados que estavam presentes na plateia.

Em seu discurso, o presidente Lula destacou a importância da Amazônia e o dever do país em protegê-la. “A Amazônia tem pressa”, foi a tônica do discurso de Lula.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *