Presidente Figueiredo apresenta plano de contingência de rompimento de barragem

Ação preventiva envolveu autoridades e moradores em simulação de evacuação

Plano atende população que vive no trajeto de inundação em Balbina

A prefeitura de Presidente Figueiredo, por meio das secretarias municipais de Defesa Civil e do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), elaborou um plano de contingência de rompimento de barragem, ferramenta fundamental para gerenciar eventos desse tipo, dentro do município, onde está localizada a Hidrelétrica de Balbina, distante cerca de 90 quilômetros da sede, onde vivem cerca de 2 mil famílias.

Simulação

O plano foi apresentado pelo secretário municipal de Defesa Civil, Ronaldo Lima, durante o Simulado de Rompimento de Barragem, realizado pela Eletronorte, concessionária que administra a Usina Hidrelétrica, que teve a participação de órgãos estratégicos, municipais e estaduais, além da população residente no ramal da Morena, localizado na trajetória da mancha de inundação do rejeito.

Durante o simulado, foram demonstradas as atuais condições estruturais de segurança da barragem, a legislação que trata do assunto, os instrumentos de monitoramento e controle, os níveis de emergência, a mancha de inundação, a zona de auto salvamento, o sistema de alerta e alarme, as rotas de fugas e os pontos de encontros a serem utilizados em caso de emergência.

Competências de cada um

O Plano Municipal de Contingência a Rompimento de Barragem define, entre outros aspectos, as competências e atribuições de cada secretaria municipal, na resposta e auxílio à população atingida, diante de um possível sinistro.

Os treinamentos foram conduzidos de forma compartilhada pela Eletrobras, Geometriza, Defesa Civil Estadual e Municipal, Semmas, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Guarda Civil Metropolitana de Presidente Figueiredo, além dos moradores da área, que foram extremamente participativos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *