Prefeitura prepara Presidente Figueiredo para o “Cidade Empreendedora”

Plano de trabalho inclui necessidades e demandas do município

Empreendedores terão cursos, palestras e captação de recursos

Sob a coordenação da Secretaria de Governo, técnicos do Serviço Brasileira de Apoio a Pequena e Média Empresa no Amazonas (Sebrae-AM) estão se reunindo com os secretários municipais da prefeitura de Presidente Figueiredo, para fechar o plano de trabalho do programa Cidade Empreendedora, que será executado no município ao longo de 2024.

De acordo com o titular da Semgov, Carlos Maciel, estão sendo definidas ações integradas em 10 eixos de atuação, a partir do diálogo entre lideranças públicas, empresariais e do terceiro setor, para construção de uma rede de relacionamento convergente ao desenvolvimento local.

Ações já definidas

O secretário antecipa que, entre as ações já definidas para 2024, o Cidade Empreendedora vai promover cursos de liderança para o setor público, elaboração de projetos para captação de recursos, intercambio entre agencias de desenvolvimento para troca de experiências, formação em administração básica e workshop sobre o Empretec, principal programa de formação de empreendedores do mundo.

Alguns projetos iniciados em 2023 terão continuidade, como por exemplo, Empreendedorismo na Escola, Sala do Empreendedor, que tem por objetivo estimular o empreendedorismo, preparar empreendedores para formalização da empresa e aumentar a longevidade, competitividade e inovação dos pequenos negócios, além de Marketing Territorial e Setores Econômicos, que tem por objetivo identificar as potencialidades nos territórios e apoiar setores estratégicos para fomentar a economia local e sustentar o desenvolvimento a fim de consolidar as vantagens competitivas.

Inovação e sustentabilidade

Segundo Carlos Maciel, Inovação e Sustentabilidade, é outro eixo que será trabalhado em 2024, por meio do Cidade Empreendedora, com o propósito de promover a sinergia nas cadeias de valor do território e inserir os temas de inovação no setor público, aumentando a eficiência de seus serviços e adequando a legislação ambiental por meio da facilitação de acesso a serviços tecnológicos.

E também, ações de inclusão produtiva, para ofertar qualificação profissional, para que pessoas em situação de vulnerabilidade possam ter acesso ao mercado de trabalho. Ações que serão desenvolvidas pela prefeitura em parceria com os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS).


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *