Prefeitura de Manaus vai pagar salários de rodoviários para manter passagem a R$ 3,80

A Câmara Municipal de Manaus aprovou projeto encaminhado pelo prefeito Arthur Neto (PSDB), autorizando o executivo municipal a conceder R$ 32 milhões para o pagamento de pessoal e encargos legais dos trabalhadores das empresas de transporte coletivo que circulam na capital. No decreto a prefeitura abre mão de impostos
As duas decisões vão segurar o preço da passagem em R$3,80 e acabam com a possibilidade de uma paralisação no setor.

Dinheiro vai sair do orçamento

A ação direta da prefeitura será executada a partir desse mês de dezembro e em janeiro do próximo ano. Os recursos vão sair da anulação de crédito adicional ao orçamento fiscal, que está em vigor.

A aprovação garante que a prefeitura utilize R$ 22 milhões para efetuar pagamentos de dezembro e reserva mais R$ 10 milhões destinados aos compromissos com os trabalhadores durante o mês de janeiro.

Sistema preocupa mas há esperanças de melhora

Em julho desse ano a Prefeitura decretou intervenção financeira nas empresas de ônibus. Em seguida o prefeito Arthur Neto nomeou o ex-presidente do Sinetram, Francisco Bezerra como interventor.
Na prefeitura há consciência do estado difícil do sistema de coletivo na cidade mas existe também uma expectativa de melhora ao longo do ano de 2020, quando é aguardada a entrada de novos veículos no sistema.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *