Prefeitura de Anamã teve energia cortada por falta de pagamento

Dívida do município com Amazonas Energia é de mais de R$ 6,2 milhões

Inadimplência se arrasta desde 2017

A concessionária Amazonas Energia divulgou nota de esclarecimento sobre o corte de energia elétrica da Prefeitura de Anamã (a 162 km de Manaus), na calha do rio Solimões, nesta terça-feira (27). Segundo a nota, a prefeitura tem uma dívida superior a R$ 6,2 milhões que vem sendo “empurrada” e reajustada desde 2017.
A Prefeitura de Anamã alega que o montante maior da dívida é de gestões passadas e que os prefeitos anteriores é que deveriam ser cobrados. Ao tomar conhecimento do aviso de corte, fez o pagamento das três últimas contas, mas não foi o suficiente.


Segundo a Amazonas Energia, há anos a empresa tenta negociar o pagamento com a prefeitura, sem sucesso.

Confira a nota na íntegra:

“A Amazonas Energia vem a público esclarecer que a Prefeitura de Anamã, após ser informada sobre ação de corte no fornecimento, realizou o pagamento, no dia 26 de junho, por volta das 16h, de faturas referentes apenas aos últimos três meses de 2023 (março, abril e maio).
A concessionária esclarece ainda que os débitos cobrados pertencem à Prefeitura, não podendo ser atrelados a gestões. A dívida acumulada pelo período de 2017 a 2023, é de mais de R$ 6,2 milhões.
A Amazonas Energia, ao longo desses anos, manteve contato com o órgão municipal a fim de regularizar a situação, fornecendo, inclusive, opções de desconto de multas, juros e parcelamento do valor da dívida.
Após o pagamento de menos de 5% da dívida total do município, a Prefeitura entrou com uma ação na Justiça, alegando estar regular, sem comprovar nos autos a liquidação integral dos débitos. Mesmo assim, obteve liminar para religação, concedida pela juíza Larissa Padilha Roriz Penna.
A concessionária ressalta que aqueles que ainda se mantém na inadimplência prejudicam a população, onerando os custos da empresa e, por consequência, inviabilizando investimentos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *