Prefeitura começa a retirar os primeiros 20 flutuantes do Tarumã

As estruturas estão abandonadas no rio

Material recolhido deverá ser reaproveitado

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mudança do Clima (Semmasclima) começou, na manhã desta terça-feira (26), a operação de retirada dos flutuantes irregulares localizados no Tarumã-Açu, em Manaus.

Conforme liminar vigente, a nova determinação é para retirada apenas de flutuantes previamente identificados como abandonados.

Três a cinco dias

De acordo com a Semmasclima, cerca de 20 flutuantes neste estado serão retirados durante a operação realizada por órgãos municipais, estaduais e federais e que tem previsão de ser concluída em três a cinco dias.

Uma balsa está sendo utilizada para recolhimento de todo material destruído.

Vários órgãos participam da operação que deve durar mais de 3 dias (Foto: Semcom)

Reaproveitamento de material

O secretário de Meio Ambiente, Antônio Stroski informou que o material recolhido será avaliado para reutilização, seja em obras públicas ou em outras ações e intervenções que serão feitas pela prefeitura.

Ordem judicial

A determinação para retirada dos flutuantes é do juiz Moacir Pereira Batista, da Vara Especializada do Meio Ambiente (Vema), do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

Moradia e lazer

A Semmasclima, durante período de notificação dos proprietários de flutuantes realizada a partir do dia 29 de junho de 2023, identificou cerca de 900 flutuantes que seriam removidos, destes, cerca de 660 são destinados ao lazer, recreação e comércio, e cerca de 190 utilizados como moradia.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *