Polícia Federal investiga pedofilia em Manaus e Manacapuru

Homem foi preso em flagrante com imagens de abuso infantil

PF investiga a quem pertenciam linhas telefônicas que compartilhavam as imagens

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (25) a Operação Cyber Moon, destinada à repressão aos crimes contrários à dignidade da criança e adolescente praticados através da internet com o compartilhamento de imagens pornográficas de abuso de menores.
Na ação, a Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal da SJAM, sendo um na cidade de Manaus e outro em Manacapuru.
O cumprimento dos mandados de busca e apreensão visam identificar os reais usuários das linhas telefônicas utilizadas no crime.

Prisão em flagrante

Durante a deflagração, a equipe encontrou imagens e vídeos com conteúdo de abuso de crianças e/ou adolescentes, motivo que culminou na lavratura de auto de prisão em flagrante pela prática dos crimes de armazenamento, bem como compartilhamento de material pornográfico infantojuvenil, previstos nos art. 241-A e art. 241-B da Lei nº 8.069/90 (ECA).

Grupo de aplicativos

Segundo apurado, os envolvidos participavam de grupos de aplicativos de mensagens, destinados ao compartilhamento e posse de imagens de pornografia de abuso de crianças e/ou adolescentes, conforme informação oriunda da PF em cooperação com a Interpol Roma.
O nome da operação é uma alusão à operação deflagrada pela polícia italiana denominada Luna Park.
Se condenados, os investigados poderão cumprir penas de até 10 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *