Polícia Federal identifica quem criou ‘fake news’ contra David Almeida

Três agências de publicidades estão sendo investigadas

Prefeito pede “punição exemplar” para envolvidos

A Polícia Federal realizou, na manhã desta sexta-feira (9), uma operação para identificar todos os envolvidos na criação de difamação eleitoral do prefeito da cidade de Manaus com uso de inteligência artificial.

Chamada de Operação Nirmata, a mobilização cumpriu nove mandados de busca e apreensão, tendo como alvos um designer, três empresas de publicidade, sócios das empresas e dois compartilhadores da “fake news”.

Em entrevista coletiva concedida logo após o início da operação, o delegado Rafael Grummt, que coordena a investigação, reafirmou que foram identificados os autores do vídeo falso e que eles serão acusados de “difamação eleitoral com vínculo político”.

Apreensões

Foram apreendidos os computadores das agências e os suspeitos estão prestando depoimento na Superintendência da Polícia Federal. Acompanham as diligências o Ministério Público Eleitoral e a Ordem dos Advogados do Brasil.

Sobre o caso

O caso aconteceu em dezembro de 2023, quando os professores da rede municipal de ensino fizeram uma manifestação de protesto contra o prefeito David Almeida. No dia seguinte, um áudio circulou em todas as redes sociais em que o prefeito xingava os professores de “vagabundos”.

O prefeito David Almeida levou o caso para a Polícia Federal, cuja perícia técnica identificou o uso de Inteligência Artificial para criar o conteúdo falso.
no uso da Inteligência Artificial foi usada para falsificar fala do prefeito

“Exemplo nacional”, diz David

No final da manhã, o prefeito David Almeida divulgou nota elogiando o trabalho rápido da Polícia Federal e reforçando que “esse é um caso que deve ser punido exemplarmente, que sirva de exemplo para o país, para que o próprio processo eleitoral deste ano não seja contaminado, não seja fraudado por aqueles que querem manipular a realidade a partir dos porões da internet”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *