Polícia Federal faz operação em Manaus, em investigação ao governador do Acre

Acusações são de lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos

Dinheiro, aeronaves e imóveis foram bloqueados pela Justiça

A Polícia Federal amanheceu nas portas de um condomínio de luxo do bairro Ponta Negra, na manhã desta quinta-feira (9), em Manaus, para cumprir mandados de busca e apreensão contra o megaempresário Eládio Cameli, dono da Construtora Etam e pai do governador do Acre, Gladson Cameli, que seria o principal alvo dessa operação.
Essa não é a primeira vez que a PF faz operação no mesmo condomínio. Desde 2021, quando o inquérito de desvio de recursos no governo do Acre foi aberto, as investigações incluem esse endereço.

Lavagem de dinheiro

Segundo informações da PF, a investigação visa “desarticular organização criminosa envolvida em ilícitos de corrupção e lavagem de dinheiro relacionados à cúpula do Governo do Estado do Acre”.
Desde as primeiras horas da manhã, mais de 300 policiais cumprem 89 mandados de busca e apreensão nos Estados do Acre, Piauí, Goiás, Paraná, Amazonas e Rondônia, além do Distrito Federal.
Iniciada em 2021, a investigação está em sua fase 3, na qual a Polícia Federal busca o ressarcimento de parte dos valores desviados dos cofres públicos. “Nesse sentido, o STJ determinou a indisponibilidade de aproximadamente R$ 120 milhões, por meio do bloqueio de contas e sequestro de aeronaves, casas e apartamentos de luxo adquiridos como proveito dos crimes”, diz a PF. Na mesma decisão, 15 empresas investigadas tiveram suas atividades econômicas suspensas por determinação do Tribunal Superior.

Medidas cautelares

O STJ decretou ainda inúmeras medidas cautelares diversas da prisão, dentre as quais: a suspensão do exercício da função pública, a proibição de acesso a órgãos públicos, o impedimento de contato entre os investigados e a proibição de se ausentar do país, com a entrega de passaportes no prazo de 24 horas.

Governador do Acre

Em nota divulgada assim que a operação começou, o governador Gladson Cameli disse que “está à disposição das autoridades”. Veja a nota:
“Sobre a 3ª fase da Operação Ptolomeu, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 9 de março, o governo do Estado do Acre informa que se trata da continuidade dos procedimentos policiais anteriores. “O governo do Estado, sempre atuando com transparência e retidão, mais uma vez se coloca à disposição das autoridades.”…


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *