Polícia Federal apreende iate de playboys da Lotus Corporate

Eles usavam “esquema da pirâmide” para enganar investidores

Ricos, ostentavam nas redes sociais e nas baladas em Manaus

A Polícia Federal divulgou nesta terça-feira (26) que cumpriu um mandado de busca e apreensão em uma marina náutica, em Manaus, onde foi apreendido um iate que estava sob posse de um dos investigados na Operação Fair Play.

A Operação Fair Play foi deflagrada em outubro de 2022, para desmontar um esquema de pirâmide financeira, em que servidores públicos eram enganados para investir em um sistema lucrativo.

Ao final, os investidores não recebiam nem os lucros nem os valores investidos.

Ostentação nas redes sociais

Na época da operação, a PF prendeu Maurício Santos Rocha, Alexander Ribeiro Junior e Humberto de Assunção Barbosa, que se diziam representantes da empresa Lotus Corporate, que funcionaria como um banco.

Os três postavam em suas redes sociais vídeos e fotos de viagens nacionais e internacionais, baladas, restaurantes caros e ainda veículos e barcos comprados com o dinheiro dos investidores.

A Polícia Federal abriu inquérito por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, contra a economia popular, lavagem de dinheiro e organização criminosa, apurados no período de 2021 a 2022.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *