Polícia Civil prende o lutador que espancou namorada

Thiago de Mello era considerado foragido

Delegados apontam a necessidade de denunciar agressores

Alessandra Luppo
Da redação do ÚNICO

Os delegados Patrícia Santos Leão, Guilherme Torres e o delegado-diretor do departamento de polícia metropolitana, Alessandro Albino, anunciaram em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (21) a prisão do lutador de MMA, Thiago de Mello, acusado de espancar a ex-namorada, a cantora Jhenifer Borher.

A denúncia foi feita pela própria vítima, no dia 5 passado, dois dias depois de ser espancada pelo autor, dentro de sua própria casa.

Segundo a delegada Patrícia Leão, o lutador passou 15 dias se escondendo, mas finalmente foi localizado e preso pela agressão e tentativa de homicídio. “As vítimas precisam denunciar todo tipo de agressão”, alertaram os delegados.

O que aconteceu

Segundo denúncia de Jhenifer Borher, eles retornavam de uma festa na madrugada do dia 3 de maio, quando começou uma discussão dentro do carro quando, o agressor, que estaria bêbado, começou a agredi-la verbal e fisicamente enquanto dirigia

Quando ela chegou em sua casa, o namorado também entrou e a espancou. Além disso, ele chegou a pegar uma faca para feri-la, mas os vizinhos ouviram os gritos de socorro da mulher e conseguiram impedi-lo e chamaram a polícia.

Após o ocorrido, a cantora registrou boletim de ocorrência (BO) na Delegacia Especializado em Crimes Contra a Mulher (DECCM) e publicou as marcas das agressões no corpo em vídeo nas redes sociais para alertar as mulheres sobre a importância de denunciar agressores.

Exonerado

Thiago é dono da academia de artes marciais “Checkmate” e foi exonerado no dia 7 de maio do cargo que exercia no Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) após ser denunciado pelas agressões.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *