Polícia apreende R$ 1,8 milhão em mineral raro, em Barcelos

O minério vivianita é considerado de alto valor comercial

Amazonas tem uma mina de vivianita próximo ao Pico da Neblina

Alessandra Luppo
Da redação do ÚNICO

Uma guarnição da Polícia Militar do Amazonas, que atua na Base Fluvial Arpão 2, no Rio Negro, próximo a Barcelos (a 399 Km de Manaus), informou que apreendeu 936 quilos do mineral vivianita em pedras, avaliados em R$ 1,8 milhão.

O mineral foi encontrado dentro de uma embarcação, o ferry boat Raul Araújo, escondido dentro de sacos camuflados entre latas para reciclagem.

Objetos suspeitos

Os policiais informaram que, durante a inspeção nas cargas e bagagens, encontraram objetos estranhos dentro dos sacos de lona que continham latinhas amassadas. Um dos sacos foi aberto e os agentes encontraram várias unidades de vivianita, um mineral considerado raro e de alto valor comercial.

Na sequência, eles abriram os demais sacos e encontraram mais peças do mineral. O comandante da embarcação foi responsabilizado. Ninguém foi preso.

Pesquisas de 13 anos

No ano de 2011, o então Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) anunciou oficialmente a descoberta de uma mina de vivianita na região do Pico da Neblina, em São Gabriel da Cachoeira (a 852 km de Manaus), no alto rio Negro.

O geólogo Fred Cruz – hoje falecido – comentou na época que o depósito descoberto era “de grandes proporções” e que além do fósforo, utilizado como fertilizante, a pedra poderia indicar a presença de ferro, manganês, cobre e estanho.

Segundo o especialista, a exploração desse mineral tornaria o Amazonas “um grande produtor de fósforo”, assim como acontece hoje com a silvinita, em Autazes, que é transformada em potássio, também um fertilizante.

Apesar das boas previsões, nunca houve exploração comercial da vivianita porque a mina descoberta está localizada dentro do Parque Nacional do Pico da Neblina, área protegida e intocável.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *