Plataforma Sonoraplay muda de nome para Muvieplay

Streaming amazônico tem novas estreias além do nome

Filmes, games, shows e documentários são gratuitos

A startup Sonoraplay, primeira plataforma focada na produção audiovisual independente da Amazônia, passou por mudanças e agora anuncia novo nome, novas ferramentas para produtores audiovisuais e artistas e nova experiência para o público.

Esta semana, a startup põe no ar a sua nova plataforma, o Muvieplay, com inteligência artificial e acesso grátis para o público.

Espaço gratuito

Com foco principal na disseminação audiovisual na Amazônia, o Muvieplay renasce gratuito, com espaço para o produtor de conteúdo e anunciantes disponibilizarem conteúdos diretamente na vitrine; com catálogo especial para o interior do Estado e para os viajantes regionais e com o Estúdio Interativo, ferramenta que integra interatividade aos vídeos, abrindo novas possibilidades para o produtor explorar, como itens clicáveis no meio do vídeo e até mesmo uma loja integrada.

Outra novidade do Muvieplay, é a abertura de mercado com foco nos games online desenvolvidos no Amazonas. “Há um mercado gigante de jogos no Estado. Estamos buscando esses desenvolvedores para disponibilizar games online, protótipos em iframe diretamente no catálogo do streaming. Isso faz com que a Muvieplay se torne mais um marketplace de entretenimento regional”, comenta Raquel Omena, CEO do Muvieplay.

Autonomia de gestão

No novo Muvieplay, o produtor é cada vez mais autônomo. Ele poderá se cadastrar, enviar seus filmes, shows, videoclipes, documentários, podcasts e jogos online diretamente no dashboard do produtor. O conteúdo passará por uma curadoria e será liberado direto na vitrine. “Isso é uma novidade.

Nossos produtores poderão fazer o upload direto para streaming. Isso faz com que o catálogo esteja sempre em movimento”, diz Raquel Omena.

O mesmo sistema é replicado para os anunciantes. Eles terão espaço para submeter seus vídeos de 30 segundos e personalizar o alcance, como já acontece nas redes sociais como Facebook, Instagram e Youtube. “As coisas mudaram. Estamos lançando uma plataforma completa para apoiar, fomentar, inovar e impactar negócios na Amazônia, com foco em conteúdo”, explicou a CEO.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *