fbpx

PF vai investigar crimes de genocídio e ambiental contra povo Yanomami

Determinação é do ministro de Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino

Lula esteve neste sábado (21) em Roraima verificando situação dos indígenas

Valéria Costa
Correspondente

Brasília (ÚNICO) – Por determinação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, a Polícia Federal abre inquérito nesta segunda-feira (23), para investigar crime de genocídio e ambiental na região onde habita o povo Yanomami, no interior do Estado de Roraima.
A decisão saiu após visita do presidente Lula e dos ministros Flávio Dino, Sônia Guajajara (Povos Indígenas) e Nísia Trindade (Saúde) a Roraima, especificamente na tribo indígena Yanomami. O grupo foi verificar in loco a situação de penúria, fome, desnutrição e saúde precária que essa etnia tem passado nos últimos anos.
De acordo com dados do Ministério da Justiça, em 2022 quase 100 crianças indígenas Yanomami entre um e 4 anos de idade morreram vítimas de desnutrição, pneumonia e diarreia e também pelo avanço do garimpo ilegal na região.
O ministério informa ainda que somente no ano passado foram confirmados mais de 11 mil casos de malária no Distrito Sanitário Especial Indígena Yanomami entre índios de todas as idades.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *