fbpx

Pesquisadores do Inpa descobrem nova espécie de peixe elétrico na Amazônia

Um estudo publicado na revista Nature Communications contou com contribuição de pesquisadores do Inpa, revelou que depois de quase 250 anos em que se acreditava existir apenas uma espécie do peixe Poraquê, Electrophorus electricus, uma nova pesquisa revelou que há pelo menos três espécies distintas na Amazônia. Como novidade, uma das duas novas espécies, Electrophorus voltai, emite a maior descarga elétrica do reino animal, chegando a 860 volts e superando o recorde anterior de 650 volts.

Peixes usam eletricidade

Os peixes elétricos integram um grupo de 256 espécies que produzem a eletricidade e a utilizam para se comunicar, orientar-se durante a locomoção e para detectar presas e predadores. Conhecido por ser o único desses peixes com potencial de produzir altas descargas elétricas , o poraquê pode alcançar mais de dois metros de comprimento e 20 quilos. É típico da região amazônica e foi considerado por muito tempo como uma única espécie, amplamente distribuída por diversos tipos de ambientes aquáticos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.