Pesquisa mostra que Lula caiu na preferência de eleitores católicos

Bolsonaro conquista católicos mesmo após confusão na Basilica de N.S. Aparecida

Disputa eleitoral numa espécie de “guerra santa”.

Pesquisa Ipec, divulgada nesta semana de outubro, indica uma queda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entre o eleitorado católico. Entre o público evangélico, Jair Bolsonaro (PL), que busca a reeleição, também caiu.
Os candidatos entraram em uma espécie de “guerra santa” para conquistar votos dos religiosos neste segundo turno. A tática, no entanto, parece ter tido o efeito contrário, segundo o levantamento.
Lula, que tinha 60% das intenções de voto entre católicos na última sondagem, de 10 de setembro, caiu para 56%. Bolsonaro subiu de 34% para 38%, mesmo após os incidentes que aconteceram quando ele esteve na Basílica de N.S.Aparecida, quando bolsonaristas atacaram desde o papa a bispos e padres..
Entre o eleitorado evangélico, o atual mandatário foi quem mais perdeu eleitores, de acordo com a pesquisa. Bolsonaro tinha 63% na consulta anterior e foi para 60%. O petista tinha 31% e passou para 32%.
Em relação a outras doutrinas e não-religiosos, Lula lidera com 55% das intenções de voto (mesmo percentual da pesquisa anterior). Bolsonaro pontuou 36% (os mesmos 36% da última sondagem).
A consulta entrevistou 3.008 pessoas entre os dias 15 e 17 de setembro, em 184 municípios brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com o número BR-02707/2022.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *