fbpx

PDT sinaliza que terá candidato ao governo do Amazonas em 2022

Feriadão começa com quase tudo parado em Manaus

Neymar e Cia já estão em Manaus

Programação Católica do feriado

Menezes quer reforçar bancada para Bolsonaro

Marcelo Ramos denuncia Caixa Econômica ao TCU

Vacinação suspensa na segunda e terça

Sindipetro vai mover ação contra Atem Distribuidora

PDT na disputa pelo governo

O presidente do PDT no Amazonas, Hissa Abrahão, disse ao ÚNICO que a tendência do PDT no estado é ter candidato ao governo nas eleições do próximo ano. “Tudo caminha para isso”, disse.

Candidato a federal

Hissa confirmou que está ativo na sua caminhada para disputar uma vaga na Câmara Federal: “estou caminhando nessa linha”, garantiu.

À caça de bancadas

Comentário da Jovem Pan, em seu noticiário aponta a estratégia dos dois maiores expoentes da eleição presidencial do ano que vem, Lula e Bolsonaro: eleger o maior número possível de deputados e senadores para, no caso de eleitos, contarem com bancada de apoio no Congresso Nacional. É aí que entra a insistência do ex-superintendente da Zona Franca de Manaus, coronel Menezes, em concorrer ao Senado, representando o Amazonas, diz o site.

Não apoia, não!

Por meio de sua assessoria, o deputado federal Capitão Alberto Neto avisou que não é apoiador da “PEC da Vingança”, aquela que pode esvaziar o Ministério Público, gerar interferência política no órgão e ainda colocar elementos estranhos à carreira para fiscalizar os procedimentos. Segundo Neto, ao subscrever a matéria de autoria do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), ele apenas apoiou sua tramitação, não o conteúdo. Está esclarecido.

Ramos denuncia licitação da CEF

O vice-presidente da Câmara, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), está movendo uma ação no Tribunal de Contas da União (TCU) questionando a licitação para o contrato de R$ 374 milhões de publicidade da Caixa Econômica Federal (CEF). O parlamentar alega que houve direcionamento às duas primeiras vencedoras e pede a suspensão do certame.

Feriadão em Manaus

O feriado de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, a ser comemorado amanhã (12), começa nesta segunda-feira (11) em Manaus. Repartições federais, do estado e município não vão funcionar. O mesmo acontece na Assembleia Legislativa e Câmara Municipal. Comércio e bancos estão em atividades normais.

Vacinação suspensa

Não vai haver vacinação contra a Covid-19 hoje (11) e na terça-feira (12). O atendimento normal volta na quarta-feira, com 39 pontos de vacinação, sendo quatro estratégicos e 35 unidades da Semsa entre UBSs, policlínicas e clínicas da família.
De acordo com os dados da FVS-AM, 4.201.880 de doses foram aplicadas em todo o estado até este domingo (10), sendo 2.559.019 de primeira dose, 1.572.110 de segunda dose, 49.627 com dose única e 21.124 de terceira dose (dose de reforço).

Seleção na capital

A Seleção Brasileira de Futebol chegou na madrugada desta segunda-feira (11) a Manaus. Constam na programação treinos hoje e amanhã (12) antes do jogo de quinta-feira (14) contra o Uruguai, na Arena da Amazônia.

Vacina Premiada termina amanhã

E terminam nesta terça-feira (12) os sorteios dos ingressos gratuitos para o jogo entre Brasil e Uruguai, mas até hoje ainda é possível fazer inscrições. O governo já sorteou 1.800 ingressos, em nove edições do “Vacina Premiada”. Hoje acontecem mais três e, amanhã, os últimos três lotes de 200 bilhetes, cada.

Programação para Católicos

A programação do dia 12 de outubro, Dia da Padroeira do Brasil, começa às 5h30 com carreata festiva com a imagem da Santa pelas ruas do bairro de Aparecida e bênção dos veículos. Às 8h e 10h vão acontecer missas no Santuário de Aparecida. Às 17h haverá nova carreata e missa às 18h na área externa do Santuário.


Atem na Justiça de novo

A Distribuidora Atem está enfrentando no STJ ações da Procuradoria da Receita Federal e agora vai encarar também o Sindipetro-AM. A primeira é uma briga antiga, de mais de quatro anos, em que a Fazenda Nacional questiona a isenção de PIS/Cofins para a distribuidora, desequilibrando a balança comercial. E a segunda foi anunciada pelo coordenador do Sindipetro-AM, Marcus Ribeiro, sobre a venda feita pela Petrobras da Refinaria Isaac Sabbá à Atem. “Isso é um crime de lesa pátria”, diz Ribeiro, sobre o valor pago pela distribuidora, que cobriu 70% do valor de mercado da refinaria e deixou a União com um prejuízo de mais de R$ 300 milhões.

Siga o portal ÚNICO:

Facebook: Facebook.com/portalunico.com

Instagram: portalunico

Twitter: @portalunico

Fale com a gente:

Solange Elias (EDITORA) (92) 99105-7388

Guilherme Martins (TI/COMERCIAL) (92) 99167-0515

CEO: Cláudio Barboza (92) 99116-1777

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *