Paulo Marubo é sepultado hoje, em Atalaia do Norte

Líder indígena comandava o Vale do Javari

Ele faleceu em Manaus, vítima de hepatite

Brasília (ÚNICO) – Paulo Dollis Barbosa da Silva, ou simplesmente Paulo Marubo, uma das maiores lideranças indígenas da Amazônia e ex-coordenador da União dos Povos do Vale do Javari (Univaja), está sendo sepultado no município de Atalaia do Norte (a 1.137 km de Manaus) nesta segunda-feira (5).

Marubo morreu no sábado (3), aos 44 anos, em Manaus. Ele lutava contra uma hepatite crônica decorrente de “diversas epidemias e surtos epidemiológicos, e teve falência múltiplas de órgãos”, informou a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab).

Hepatite no Vale do Javari

Paulo Marubo estava internado no hospital de Medicina Tropical desde o dia 30 de janeiro. Ele sofria de hepatite há muitos anos, umas das enfermidades que mais vitimam indígenas do Vale do Javari.

Há décadas que os indígenas da região denunciam que a ocorrência da doença atinge quase toda população do território e pedem medidas para reduzir a infecção.

Liderança

O líder indígena Paulo Marubo foi um dos companheiros de luta do indigenista Bruno Pereira, assassinado em 2022 junto com o jornalista inglês Dom Phillips, justamente porque defendia a desocupação de invasores, caçadores e pescadores das terras indígenas do Vale do Javari.

Paulo era tio do advogado Eliésio Marubo e também de Beto Marubo, duas lideranças do Vale do Javari, que continuam atuando na luta pela preservação do território.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *