Operação da PF prende três grileiros em Lábrea, no Amazonas

Eles são acusados de crimes de fraude, estelionato e lavagem de dinheiro

Oficial de cartório de Pauini está preso em Manaus

Fábio Rodrigues
Especial para o ÚNICO

Brasília (ÚNICO) – Uma nova operação da Polícia Federal foi deflagrada no Amazonas, nesta quinta-feira (5) para combater a grilagem no sul do Estado. A Operação Brazilian Cricket (grilo brasileiro em tradução livre) aponta a existência de uma quadrilha formada por uma família de grileiros, servidores do Incra e outros operadores, responsáveis pela prática de fraudes em cartórios e em sistemas informatizados da União, além de estelionato e lavagem de dinheiro.

A investigação é um desdobramento da Operação Xingu, que, em agosto de 2023, prendeu grupo de desmatadores, incluindo um dos condenados pelo assassinato da missionária americana Dorothy Stang.

Envolvidos

Os elementos de prova revelaram que a família de grileiros contou com o apoio de um técnico de georreferenciamento, um ex-oficial de cartório e de servidores públicos que manipulavam matrículas de imóveis e sistemas da União para legitimar propriedades privadas localizadas dentro dos limites da Floresta Nacional do Iquiri, que fica dentro do município de Lábrea (a xxx km de Manaus).

Lucros de R$ 40 milhões

Uma das propriedades foi desmembrada e alienada a terceiros, gerando lucro superior a R$ 40 milhões para o grupo, cujos bens estão sendo objeto de sequestro judicial em um total de R$ 100 milhões. Entre os bens constritos, estão imóveis, veículos e uma aeronave.

Maior grileiro do Amazonas

O líder da organização criminosa e principal alvo da operação é considerado pela Polícia Federal como um dos maiores grileiros atuantes hoje no sul do Amazonas. Estima-se que o grupo tenha grilado mais de 100 mil hectares de terras da União.

Preso em Manaus

Outro investigado no esquema, que é ex-oficial de Cartório em Pauini/AM, encontra-se preso em Manaus/AM pelo envolvimento no homicídio de um advogado da família de grileiros, ocorrido no fim de 2023.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *