fbpx

Omar propõe pauta própria para comissão econômica e presta solidariedade a general

O senador Omar Aziz (PSD) presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), defendeu em discurso na manhã desta terça-feira (2), que a Comissão tenha uma pauta própria e independente do Governo Federal. Omar disse que a CAE tem por finalidade incentivar a economia brasileira e não pode ter o seu trabalho comprometido por uma crise que não é gerada do senado. “Se há uma crise, a crise não está na manifestação pró ou contra Governo. Não está no Senado, não está no Congresso. A crise está em outro lugar que não é aqui.”, destacou o senador, em tom crítico às sucessivas crises criadas pelo Governo.

O senador amazonense criticou a postura passiva do chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, diante dos recentes ataques recebidos. Omar disse que se fosse o general Heleno, pela história que ele tem, não permitiria ser atacado da forma como ele foi atacado na segunda-feira (1). Os ataques foram feitos pelo filho do presidente Bolsonaro, o filho Carlos, que é vereador no Rio de Janeiro. Ele disse nas redes sociais não confiar nos seguranças subordinados ao Gabinete de Segurança Institucional, chefiado pelo general Augusto Heleno.

“Porque eu conheço o general Heleno e estou desconhecendo daquele que conheci. Comandante das nossas forças armadas no Haiti, comandante militar da Amazônia, e sendo chamado a atenção por um trabalho que poucos sabem fazer como ele está fazendo”, destacou o senador amazonense. Por fim, se solidarizou com o general: “como senador do Estado do Amazonas quero me solidarizar com o general Heleno. Grande brasileiro, por quem tenho maior respeito.”, finalizou o senador.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.