PRIMEIRA MÃO

Omar diz no Senado Federal porque escolhe Lula

Omar Aziz na tribuna do Senado, na noite desta quarta-feira, em defesa da candidatura de Lula

Bioeconomia é o plano petista para a Zona Franca

Coronel Menezes mira na Prefeitura em 2024

Ex-secretária de Comunicação e assessora pessoal de Arthur Neto pede demissão

Campanha de Eduardo Braga tenta encontrar novo caminho

Dom Leonardo critica uso da religião no processo eleitoral

Governadores se unem para defender a Amazônia no Egito

Mineração do potássio em Autazes tem nova decisão judicial

Seca já afeta todos os municípios do Amazonas

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com editorias do Único

Senador pede reflexão

O senador reeleito Omar Aziz (PSD) fez um discurso forte no Senado, no qual disse ser necessário que o eleitor brasileiro faça uma reflexão consciente, sem fanatismo e comprove que Lula representa o melhor para o Brasil. Em relação ao Amazonas, Omar observou que Lula ganha de goleada quando se tem informações do que ele fez pelo Estado e o que Bolsonaro realizou. “Não há a menor chance. Lula foi um presidente realizador e responsável com o Amazonas, garantindo a Zona Franca plena e fazendo grandes investimentos em vários setores”, disse.

Lula e a ZFM

Não por acaso, os planos econômicos de um possível governo Lula, que estão sendo mantidos em sigilo, falam sobre a Zona Franca. Em detalhe que vazou recentemente, Lula disse que pretende fortalecer a ZFM estimulando as empresas a trabalharem com matéria-prima local e o foco vai estar na bioeconomia, principalmente nas indústrias farmacêutica e alimentícia.

De olho na prefeitura

O Coronel Menezes provou e gostou. Disputou a primeira eleição para o Senado neste ano, teve mais de 750 mil votos e não esconde que está de olho na disputa pela Prefeitura de Manaus em 2024.

Assessora de Arthur pede pra sair

Após o final do mandato de Arthur Neto, a secretária de Comunicação da Prefeitura, Kellen Lopes, continuou a trabalhar como assessora direta do ex-prefeito. Discreta e com ótima performance em gestão, Kellen esteve presente em toda campanha de Arthur para o Senado. Nesta semana ela pediu para deixar a função, a fim de cuidar de assuntos pessoais.

Eduardo busca alternativa

O candidato Eduardo Braga deu um stop na campanha neste início de semana. Está tendo reuniões com o staff na tentativa de encontrar caminhos para alcançar Wilson Lima que, conforme pesquisa, se mantém na liderança de forma confortável.

A Igreja e os votos

Em entrevista ao jornal O Globo e em artigo recente publicado em diversos jornais, o cardeal da Amazônia, Dom Leonardo Steiner, revelou sua insatisfação em relação ao ponto em que está o processo eleitoral no Brasil. Ele deixou claro que “não é a função de padres e bispos pedir votos”, considera que o orçamento secreto é uma ameaça à democracia e destaca que a Igreja no Brasil se preocupa há muito tempo com a questão ambiental. “A depredação da Amazônia preocupa. O Governo não tem feito muito coisa”, disse ele. Vale a leitura.

Amazônidas no Egito

Pela primeira vez em uma conferência do clima das Nações Unidas os Estados amazônicos terão uma representação específica para abrigar uma agenda própria. Capitaneados pelo governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), os nove governadores dos estados Amazônicos formaram um consórcio para representar a região na mais importante conferência global sobre o clima, que acontecerá de 6 a 18 de novembro em Sharm El Sheik, no Egito. A ideia é captar recursos para defender a região.

A guerra do potássio

O Ministério Público Federal (MPF) venceu mais um round na disputa contra a Potássio do Brasil, sobre a exploração de silvinita no município de Autazes. A pedido do MPF, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) negou que o processo fosse transferido da 1ª Vara Federal do Amazonas para outra, sob o argumento de que o assunto seria “mineração” e não “indígena”. O MPF assegura que a área de exploração está em Terra Indígena Mura e não está disposto a ceder um centímetro de chão.

Seca geral

Uns mais, outros menos, mas todos os municípios do Amazonas já estão registrando efeitos da seca deste ano, conforme relatório da Defesa Civil do Amazonas. Segundo o documento, das 62 cidades, 19 municípios estão em situação de atenção e 41 estão em estado de alerta. Tefé e Benjamin Constant já decretaram situação de emergência. Os dois municípios estão isolados. Em Manaus, o Tarumã está secando e colocando os flutuantes no chão afetando a economia do segmento.

SIGA O PORTAL ÚNICO:
https://portalunico.com

Facebook:
Facebook.com/portalunico.com

Instagram:
https://instagram.com/portalunico?utm_medium=copy_link

Twitter:
https://twitter.com/PortalUnico?t=5LAn7TYhr43mFX0LTFQ2wA&s=09

FALE CONOSCO

Solange Elias (EDITORA)
(92) 99105-7388

Guilherme Martins (TI/COMERCIAL)
(92) 98638-5707

CEO: Claudio Barboza
(92) 99116-1777


Compartilhe >
Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *