R4vxaaAy_400x400
UFAM faz “MUTIRÃO DE PÓS” em São Gabriel da Cachoeira

Por: Ademir Ramos

Professor, antropólogo, coordenador do projeto jaraqui, do NCPAM/UFAM vinculado ao Dpto. de Ciências Sociais.

O quadro mudou é o político faminto correndo atrás do povo

Político

O Amazonas está no mapa da fome. Os políticos cínicos bradam pelos cantos afirmando que a culpa é do Covid e mais ainda, transferem responsabilidade para as famílias porque evitaram de uma forma ou de outra aglomerações, adotando a quarentena domiciliar como regra sanitária.

Com o Sistema Único de Saúde entupido até o tucupi, quando não se morria do Covid, da fome não escapava.

Este cenário de guerra continua. Não foi pior porque reinou entre as famílias o sentimento de solidariedade e compaixão dividindo entre si o pouco que tinham. Não só as famílias as corporações empresariais também contribuíram ungidos por valores da responsabilidade social.

Vivemos ainda sob bombas ameaçados pela pandemia e muitas vezes agredidos pelo mando governamental que pouco caso fez e tem feito para promover a qualidade da saúde e da vida dos brasileiros do Amazonas.

Sem pão, trabalho e renda os brasileiros tornaram-se reféns de uma prática populista dos políticos da Ribeira do Amazonas e do Planalto, que depois dos repasses governamentais propagandeados acham-se no direito de exigir dos desempregados e desalentados o voto na urna para sua eleição ou reeleição.

Com a classe média despossuída e endividada não é diferente. Faz-se necessário que as famílias saibam separar o joio do trigo. O fato é que, aqui e agora, precisamos combater a fome e alimentar nossos apetites e muito mais ainda o espirito para poder votar com clareza e responsabilidade soprando as cinzas para que a brasa da esperança venha aquecer os nossos corações e mentes.

Mais ainda, saibam que enquanto estávamos com “o pires na mão”, eles se julgando poderosos e até arrogantes faziam-se de cegos, surdos e mudos, agora não, o quadro mudou, eles, os políticos famintos é que correm atrás da gente cobrando os feitos como se tivessem prestados um grande favor a nossa gente enquanto sabemos que a fome tem preço e pressa, mas o voto tem valor capaz de transformar e libertar a tod@s do cativeiro da fome com trabalho, pão e alegria por um Amazonas próspero e solidário, confirme.

O conteúdo deste artigo é de inteira responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do ÚNICO


Qual sua Opinião?

Confira Também