fbpx
Claúdio

Coluna:

Por: Cláudio Barboza

Jornalista profissional rg/mtb 059
Prêmio Esso de jornalismo

O Curumim da Baixa de São José

ilustração

Nenhum item é maior que Garantido ou Caprichoso

Acompanhei de forma presencial 17 festivais de Parintins, dos quais 14 na direção de equipes de jornalismo do governo estadual ou de empresas privadas.

Desde aqueles anos até 2022 a constatação é a mesma: falta de gestão nos bumbás e presença de uma fogueira de vaidades que vai muito além do que se pode imaginar. É algo impressionante.


Há alguns anos fiz a reportagem “Um mergulho dentro do Boi”, passando dias que antecedem ao festival, em Parintins, conhecendo por dentro as estruturas. É uma relação muito complexa, que poucos enxergam. Envolve famílias tradicionais da cidade, envolve política, envolve poder e dinheiro, envolve muita vaidade.


O atual presidente do Garantido, Antônio Andrade, paga o preço desse cenário e da sua absoluta falta de gestão, embora seja importante observar que os outros presidentes que passaram pelo cargo nunca tiveram uma gestão moderna e responsável.

Vitória do Caprichoso

Neste 2022, o Caprichoso ganhou e ganhou bem. A dinâmica é essa. Um ganha e outro perde. Mas este ano o pós-resultado foi mais intenso. Quando Sebastião Jr. anunciou antes da última noite que era a sua última apresentação, fiquei a imaginar como seria se itens de ponta nos esportes anunciassem suas despedidas momentos antes de uma decisão… Sebastião teve todo o tempo que antecedeu o festival para tomar uma decisão. Tinha conhecimento da dinâmica que iria testar três ou quatro levantadores no festival e aceitou. Porque não falou até o finalzinho da tarde do dia 26 de junho, só ele pode dizer. Sebastião tem o direito de não aceitar a nova dinâmica, mas por que só se posicionou naquele momento, quando sacou uma frase daquelas, de efeito…” o tempo não perdoa…” pra dizer que estava fora???


Sebastião ingressou num momento difícil. E eu estava lá quando ele entrou na arena ao lado da Daniela Mercury para testar o som, momento antes de defender o item de levantador. Teve coragem e determinação. Mas nos anos seguintes foi alvo de investimentos por parte do Garantido que refinaram seu talento. Teve aulas de postura, respiração correta e muita cênica.

Item nenhum é maior do que a instituição Boi Garantido ou Boi Caprichoso

Quando o Israel estava no início da sua carreira apareceu em um curral no Olímpico, em Manaus, com uma roupa com cores estranhas ao Garantido. Escrevi um artigo sobre a roupa publicado à época no Amazonas em Tempo. Anos depois eu e Israel conversamos sobre o fato. Ele concordou com a observação.


Em determinada época alguns caprichosos tentaram dar ao Arlindo Jr um status maior do que o Caprichoso. Não deu certo. Item nenhum é maior do que a instituição Garantido ou Caprichoso.


Não vejo problemas em três, quatro…cantores na arena, até porque ouvir o mesmo cantor 7 horas e 30 minutos durante três dias é cansativo. A disputa do levantador só acontece quando ele é chamado a defender o seu item.


Durante anos, o David Assayag sobrava em potencial de voz nas disputas com o pop Arlindo Jr, mas o resultado era sempre empate, porque Arlindo, apesar de uma voz pequena, interpretava muito bem na hora de defender o item, portanto, o levantador pode se esgoelar horas, mas o que vai valer mesmo são os 10 ou 15 minutos quando ele defende o item. É isso.

Item nenhum é maior do que a instituição Caprichoso ou Garantido

O Caprichoso se organizou e mostrou isso na arena neste 2022. O Garantido reproduziu erros que acontecem há anos. Faltou dinheiro para pagar quem trabalhou, faltou responsabilidade, faltou honestidade, faltou criatividade e principalmente faltou gestão. Sobraram vaidades e autossuficiência para quem acha saber mais do que sabe.


Além do ex-levantador Sebastião Jr. outros pularam do barco… David anunciou sua despedida antes mesmo de o resultado oficial ser anunciado e outros seguiram o mesmo caminho. David tem uma história linda no festival.

Nenhum item é maior do que Caprichoso ou Garantido!

Nas redes sociais há uma avalanche de opiniões pós festival. É assim mesmo. Em um grupo de jornalistas, as postagens seguiram o bom humor, com uma boa parte dos integrantes vestindo a porção de torcedor, deixando o jornalismo… ah, o jornalismo… para outro momento, jogando no rio ou por terra, qualquer anunciado de jornalismo que ainda tenta resistir.

O Curumim da Paz

O registro especial fica para o curumim Israel Paulain. Sem pular do barco e de forma sensata e fraterna, Israel foi a Cidade do Garantido logo após o anúncio da vitória do Caprichoso. Israel falou de paz num momento em que era muito fácil falar de guerra. Alimentou esperanças e confortou corações.


Parabéns Israel, pelo tratamento carinhoso, pela dedicação, profissionalismo, carinho e respeito não só pelo Garantido, mas por entender a dimensão do Festival de Parintins. Parabéns pra você que encarna de verdade o que é ser Curumim da Baixa de São José!


Agora é hora de lembrar a toada “…adeus amor, eu já vou me embora, sorri amor por favor não chora, o Boi Garantido tem que voltar pra fazenda, morena bonita por favor não mais me prenda…

Parabéns, Caprichoso!

Em 2023, a Festa Continua!

J.Claudio Barboza, jornalista, formado em Comunicação pela UFAM, CEO do Único, Mestre em Sociologia pela UFMG.

Qual sua Opinião?

Confira Também

O desaparecimento de três jovens de um bairro de Manaus

Eles sumiram no ano de 2016 quando voltavam de uma festa Foram abordados por uma viatura da polícia e nunca mais foram vistos Três jovens que voltavam de uma festa, foram abordados por uma viatura da polícia e desapareceram sem deixar vestígios. Essa é a história que Maíra Menezes conta no vídeo desta semana, como uma mais conteúdo da série Crimes e Visagens.

Leia Mais

Candidaturas femininas no Amazonas superam em 1% o total nacional

Em todo o país, as mulheres representam 33% das candidaturas, contra 67% dos homens Conheça quem são as mulheres nas disputas majoritárias neste ano Ricardo XavierPara o Portal ÚNICO A um dia do encerramento do prazo para o registro dos candidatos para as eleições deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já registra que 67% das candidaturas de todo o país são compostas pelo gênero masculino e 33%, pelo feminino. No Amazonas, a diferença é de apenas um ponto percentual, em relação à nacional, com 66% de homens e 34% de mulheres candidatos. Esses números ainda não são definitivos, porque

Leia Mais

Prefeito de Rio Preto da Eva desapropria terreno de R$ 2,8 milhões a “preço de banana”

Proprietários denunciam subvalorização, humilhação e “expulsão” de sua casa Prefeito foi pessoalmente com a polícia cumprir liminar de despejo da família (vídeos) Solange EliasPara o Portal ÚNICO A proprietária de um terreno localizado na entrada de Rio Preto da Eva (a 81 km de Manaus), Elany Celeste Costa Mouriere, pessoa doente e com uma prótese no crânio, foi despejada de seu imóvel, junto com seus familiares, na última sexta-feira (12), pelo prefeito do município, Anderson de Sousa (PP), que foi pessoalmente cumprir ordem emitida pelo juiz da comarca, Carlos Henrique Jardim da Silva, em forma de liminar. A dor de

Leia Mais