PRIMEIRA MÃO

O cabo de guerra entre Eduardo Braga e Amazonas Energia

Alerta vermelho: Amazonas na mira dos garimpeiros

Serrarias avançam na destruição da floresta

Prefeitura de Manaus comemora resultados na saúde

Vacinação contra a Covid-19 tem dez pontos na capital, neste sábado

Venda de ingressos para Parintins reabre na segunda-feira

Brasil reúne mais de 30 mil voluntários para atender o povo Yanomami

Indígenas agora passam a viver em situação de rua em Boa Vista

Superintendente da Suframa estreia em reunião com o Cieam

Hoje tem Cartola e Noel no Teatro Amazonas

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com editorias do Único

Guerra dos medidores de energia

O senador Eduardo Braga (MDB) está outra vez na Justiça contra a instalação de medidores de energia. Ele alega que a empresa não está autorizada a retomar a instalação do Sistema de Medição Centralizada (SMC). A Amazonas Energia, no entanto, afirma que tem decisão favorável a essa atividade. No meio da confusão, está o consumidor.

Judiciário pra lá e pra cá

O Poder Judiciário está sendo bem exigido nessas disputas entre o senador, o Governo do Estado e a concessionária de energia elétrica. O processo original de Braga foi extinto por juiz, porque já existe uma lei estadual que proíbe a instalação dos SMC. Depois, um desembargador derrubou a liminar de outro juiz que autorizava a implantação do equipamento. E, por fim, em outra frente, outra liminar forçou a Amazonas Energia a religar a energia da Arena do Amazonas e da Arena Amadeu Teixeira.

Décadas de descuido

Independente de quem tem razão, essa confusão da energia é resultado de décadas de descaso com uma situação que tem sido apontada o tempo todo pelo Tribunal de Contas: as dívidas milionárias (senão bilionárias) das empresas com a Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado e, ao mesmo tempo, as dívidas não pagas e não negociadas dos poderes públicos com a empresa privada. Boa oportunidade de colocar lupa sobre isso.

Garimpeiros no Amazonas

O governo do Amazonas que se cuide. No momento em que o governo federal começa a combater os garimpeiros nas Terras dos Yanomami, no estado de Roraima, isso poderá resultar numa grande leva migratória para o Amazonas, onde as “fofocas de garimpos” são recorrentes, sobretudo, no rio Madeira e na área indígena de Pari-Cachoeira, no Rio Içana, no município de São Gabriel da Cachoeira.

O território livre de serrarias e garimpo

Na região do rio Madeira há muitas balsas de garimpeiros, que continuam operando na área. Em municípios, como Humaitá e Novo Aripuanã, outra ameaça ao meio ambiente, acontece por meio de serrarias que funcionam a pleno vapor, sem nenhuma fiscalização. A situação é tão tranquila que chegam até a enviar madeira nos porões de barcos que transportam passageiros para Manaus.

Números da saúde

A Prefeitura de Manaus comemora o resultado de ranqueamento nacional, que coloca Manaus com a média 8,57 em primeiro lugar no atendimento básico de saúde, tomando por base o 3º quadrimestre de 2022. Em 2º lugar está Maceió com 7,61 e em 3º Porto Alegre, com 7,45.

Vacinação hoje

Falando em saúde, neste sábado a prefeitura disponibiliza 10 pontos de vacinação em Manaus, contra a Covid-19, até o meio-dia. São oferecidas todas as doses (da 1ª à 5ª), mas as infantis de seis meses em diante ainda não chegaram.

Festival de Parintins

Depois de confusão, desencontro de informações e acusações de favorecimento a cambistas, a empresa Amazon Best confirmou que vai reabrir a venda dos ingressos para o Festival Folclórico de Parintins na próxima segunda-feira (30). As vendas tanto serão online quanto presenciais. Os valores vão de R$ 980 a R$ 1.495. Estarão disponíveis 20 mil ingressos.

Voluntários para Roraima

O Ministério da Saúde divulgou que mais de 33 mil profissionais de saúde se inscreveram para ajudar o povo Yanomami junto à Força Nacional, de forma voluntária. O número representa pouco mais de um voluntário por indígena. Quem quiser, pode preencher o formulário no link:
https://forms.office.com/pages/responsepage.aspx?id=00pVmiu1Ykijb4TYkeXHBaSgmtiw4ehJuPHo5ijMJB1UM0VPUUI4QVVIWTBZODBMNEVXV0E0QUJUQSQlQCN0PWcu.

Da fome à mendicância

Apesar do atendimento, outros problemas surgem para os Yanomami. Eles estão em situação de rua em Boa Vista (RR), sendo agredidos, ofendidos e até assassinados. Não sabem falar português, não conhecem os costumes não-índios e até sua nudez é repudiada entre alguns roraimenses.

Suframa e Cieam

A superintendente da Suframa, Ana Maria Souza, estreou ontem o ciclo de negociações, participando da 110ª Reunião Ordinária do Conselho Superior do Centro da Indústria do Amazonas (Cieam). Com os representantes da indústria da ZFM ela debateu as pautas que colocam em risco os investimentos e empregos no Amazonas, a apreensão sobre a reforma tributária e a indefinição sobre o nome do novo superintendente da autarquia.

Cartola e Noel no Teatro Amazonas

Neste sábado, Lucilene Castro e Dudu Brasil interpretam Noel Rosa e Cartola, no Teatro Amazonas, com o show “Cartola Noel… essa gente do samba”, em sessão única, às 20h. A atração conta com a participação dos percussionistas, Ticva e Rafaella Bittencourt e, no violão, Neil Armstrong Junior. Os ingressos custam entre R$ 50 e R$ 70 no www.shopingressos.com.br.


Compartilhe >
Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *