“Não é favor, mas pagamento de dívida”, diz Lula sobre ajuda de países ricos à Amazônia

Fala é destaque do programa semanal ‘Conversa com o presidente’

Contribuição será cobrada pelos países amazônicos na COP-28, em novembro

Brasília (ÚNICO) – Durante o programa semanal “Conversa com o presidente” nesta segunda-feira (14), o presidente Lula enfatizou que a contribuição de países ricos para a preservação da floresta amazônica não é favor, mas o pagamento de uma dívida com o planeta.


Ele destacou que, após a conclusão da Cúpula da Amazônia, na semana passada, os países da região têm condições de participar da COP28, nos Emirados Árabes, no fim do ano, cobrando essa contribuição.
“É muito simples compreender. Os países ricos tiveram a sua introdução na Revolução Industrial bem antes que o Brasil. Então, eles são responsáveis pela poluição do planeta muito antes de nós. Eles conseguiram derrubar suas florestas muito antes de nós. Agora, o que eles têm que fazer é contribuir financeiramente para que os outros países possam se desenvolver. Nós não queremos ajuda. Nós queremos um pagamento efetivo. É como se estivessem pagando uma coisa que eles devem à humanidade”, disse o presidente.


“Temos condições de chegar ao mundo, lá nos Emirados Árabes, e dizer o seguinte: ‘olha, a situação é essa. Nós queremos essa contribuição de vocês. E isso não é favor. É pagamento de uma dívida que vocês têm com o planeta Terra, porque vocês derrubaram a floresta de vocês 100 ou 150 anos antes de nós. Então, agora, vocês paguem para que a gente possa preservar as nossas florestas gerando emprego, oportunidades de trabalho e condições de melhorar a vida das pessoas’”, explicou o presidente.

Com informações da Agência Brasil


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *