fbpx

Na véspera das convenções partidárias, candidatos à prefeitura agitam Coari

Políticos declaram apoio e convenções são marcadas para sábado

Ministério Público Eleitoral já está atuando e investiga a prefeita interina

Solange Elias
Para o Portal ÚNICO
Com Blog do Hiel Levy, Assessoria Silas Câmara e TRE-AM e Amazonas1

A um dia do prazo fixado pela Justiça Eleitoral para a realização das convenções partidárias que vão indicar os candidatos à eleição suplementar de 5 de dezembro, Coari está agitada com as mobilizações políticas dos apoiadores que colocaram seus blocos nas ruas. É o caso do deputado federal Silas Câmara (Progressista), que está veiculando um vídeo nas redes sociais convocando a população para participar da convenção partidária do candidato Keitton Pinheiro (Progressista), no sábado (30). (Ver vídeo abaixo).

Três ao mesmo tempo

A realização das convenções, aliás, será o primeiro teste de popularidade dos três primeiros candidatos, que já despontaram. Keitton Pinheiro, Robson Tiradentes Júnior (PSC) e José Henrique (PL) vão fazer convenções no mesmo dia (sábado, 30) e no mesmo horário, 18h.

Terceira via

Correndo por fora, o professor José Henrique de Oliveira Freitas (PL), com apoio de peso de Alfredo Nascimento, ex-prefeito de Manaus, ex-ministro e ex-deputado federal e do atual presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos, todos do mesmo partido, aposta que pode quebrar a polarização entre os Pinheiro e os Tiradentes.
“Essas duas pré-candidaturas representam o interesse de dois grupos que disputam não a Prefeitura, mas o cofre de Coari. Sejamos claros”, disse ele ao Blog do Hiel.

Confusão familiar

A propaganda eleitoral para estas eleições estão autorizadas a partir de 6 de novembro, mas a prefeita de Coari, Dulce Menezes, tia de Adail Filho, o prefeito cassado, atropelou o processo e já recebeu intimação do Ministério Público Eleitoral, por estar usando as redes sociais da Prefeitura de Coari para ajudar o candidato da família, Keitton Pinheiro.
O MP identificou “ações de caráter autopromocional, de antecipação de pagamento de salários de servidores públicos municipais, atitude apta, em tese, a configurar abuso de poder político além de malferimento aos princípios da impessoalidade e da moralidade administrativa”.

Calendário

Definido pelo TRE-AM, o calendário eleitoral em Coari começa amanhã (29) com as convenções partidárias, que podem acontecer até dia 2 de novembro. A partir de 5 de novembro, os candidatos estão proibidos de participar de inaugurações de obras públicas e está proibida a contratação de shows artísticos pagos com recursos públicos.
A propaganda eleitoral começa no dia 6 de novembro e não vai ser no rádio, nem na TV. Não dá tempo de produzir programas no prazo tão curto da eleição. Os candidatos terão que utilizar as redes sociais e realizar comícios, passeatas e distribuir panfletos.
A eleição será no dia 5 de dezembro e, a partir do dia 7 de dezembro, as coligações terão três dias para apresentar reclamações. A Justiça eleitoral calcula que até o dia 10 de dezembro o novo prefeito de Coari possa ser diplomado.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.