Motoristas de aplicativo protestam em Manaus (vídeo)

Eles reclamam de projeto de lei que regulamenta a profissão

Mobilização é nacional e aconteceu em várias capitais

Alessandra Luppo
Da redação do ÚNICO

Motoristas de aplicativos de Manaus protestaram, na manhã desta terça-feira (26), contra o Projeto de Lei Complementar (PLP) 12/2024, do Governo Federal, que regulamenta a profissão.

Por volta das 10h, motociclistas realizaram uma carreata por diversas ruas e avenidas da capital amazonense, entre elas a Ephigênio Salles. O ato teve como destino final a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).Entenda.

A mobilização aconteceu também em várias capitais do país e em outras cidades metropolitanas.

Por que eles protestam?

De acordo com os motoristas, a proposta do governo contém vários itens que não seriam viáveis como a fixação do valor de R$ 32,90 por hora de trabalho. Desta forma, a renda mínima será de R$ 1.412.

O projeto também cria regras específicas de contribuição para a previdência social: os motoristas deverão recolher 7,5% do salário de contribuição; e as empresas, 20%. Mulheres motoristas de aplicativo terão direito a auxílio-maternidade.

Além disso, a criação da categoria “trabalhador autônomo por plataforma” e a jornada de trabalho limitada a 8 horas por dia, são motivos das reclamações.

Confira o protesto:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *