Moraes libera 137 acusados do ‘8 de janeiro’, mas amazonenses continuam presos

A liberdade provisória é sob a condição do uso de tornozeleira eletrônica

Mais de mil pessoas foram presas acusadas de vandalismo na Praça dos Três Poderes

Valéria Costa
Correspondente

Brasília (ÚNICO) – Relator do processo dos atos antidemocráticos de 8 de janeiro, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, autorizou a liberdade provisória de 137 presos, acusados de vandalismo, mas com várias condicionantes. Os nomes dos presos foram divulgados nesta quarta-feira (1º) pelo portal Metrópoles de Brasília, mas entre eles não consta nenhum dos seis amazonenses detidos no Distrito Federal, acusados de terem participado do vandalismo.
Os nomes dos amazonenses envolvidos nos atos foram divulgados pelo ÚNICO em janeiro, conforme dados da Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal.

São eles:
Andreia Alves dos Santos – 40 anos, presa na penitenciária feminina Colmeia;
Valteir Correia Fernandes – 59;
Mohammad Khaled Azan Paredio – 19 anos;
Telmário Araújo Sobreira – 30 anos;
Luiz Lima Coelho – 39 anos;
Wesdra Santarém Mazzega – 43 anos.
Estes estão na Penitenciária Papuda.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *