Ministro do Reino Unido anuncia R$ 12,3 milhões para projeto em Manaus

O projeto AmazonFACE monitora a reação da floresta à poluição

Equipamento mede o impacto das emissões de carbono nas árvores

Brasília (ÚNICO) – O ministro das Relações Exteriores, Commonwealth e Desenvolvimento do Reino Unido, James Cleverly, anunciou hoje (24), em Brasília, um aporte de 2 milhões de libras, cerca de R$ 12,3 milhões, a serem aplicados em projetos da estação de pesquisa do AmazonFACE. A estrutura fica a cerca de 80 km ao norte de Manaus, e lá estão sendo montadas as torres do programa na Floresta Amazônica.

O que é o AmazonFACE

É um projeto coordenado por cientistas do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa/MCTI) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em cooperação internacional com o governo britânico e implementado pelo Met Office – o serviço de meteorologia britânico – que monitora como a floresta reage ao aumento de concentração de CO₂ (dióxido de carbono) para entender seu papel dentro do contexto das mudanças climáticas.

Resultados

De acordo com o MCTI, os resultados do AmazonFACE vão ajudar a comunidade científica internacional a compreender melhor como a maior floresta tropical pode ajudar na mitigação das mudanças climáticas globais, bem como aumentar a precisão de sua vulnerabilidade ao aquecimento global. “A iniciativa tem contribuição central para respostas mais apropriadas no alcance das metas globais do clima”, acrescentou o ministério.

Com informações da Agência Brasil


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *