PRIMEIRA MÃO

Ministro de Bolsonaro no STF vai decidir sobre Zona Franca de Manaus

Ministro André Mendonça
Ministro André Mendonça será o relator da ação movida pelo Amazonas contra a redução das alíquotas do IPI

Novo reitor da UEA analisa a dor de cabeça que a queda de recursos vai causar à universidade

Levantamento sobre recuperação de empregos pós-pandemia coloca o Amazonas no rabo da fila

Os parabéns de aniversário para a pré-candidata do PDT, Carol Braz

Empresário fatura equivalente à premiação de loteria na Câmara de Manaus

Senador Eduardo Braga anuncia R$ 5 milhões para terminal pesqueiro de Itacoatiara

Prefeitura abre as portas para celebrar ícone da literatura

Hoje tem mega vacinação e atendimento à saúde da mulher, em 48 pontos da capital

Invasão de terras indígenas vai ganhando contornos de guerra civil com uso até de bombas de gás

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com as editorias do Único

Decisão nas mãos do ministro de Bolsonaro

Assim que o governador Wilson Lima (União) deu entrada na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), contra o Decreto de Bolsonaro que reduziu as alíquotas do IPI prejudicando a Zona Franca de Manaus, ontem (22), o Supremo Tribunal Federal (STF) realizou o sorteio para escolher o relator. E o processo caiu nas mãos do “terrivelmente evangélico” ministro André Mendonça.

Terrivelmente bolsonarista

André Mendonça foi indicado por Bolsonaro para o STF em 2021. No início deste mês, ele se posicionou a favor dos interesses do presidente, atuando como ministro. Mendonça interrompeu o julgamento de duas ações que questionavam omissões do governo Bolsonaro no combate ao desmatamento da Amazônia. Pediu vistas dos processos e não se sabe quando eles voltam para a pauta de julgamento.

Mais ações

Além do governo estadual, que foi o primeiro e mover uma ação nesse sentido, outras três entidades já anunciaram que também estão preparando ações no STF contra o governo federal: a Ordem dos Advogados do Brasil nacional (OAB), o partido Solidariedade que se dispôs a fazer essa gentileza e, ainda ontem, a Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam) anunciou que já está com tudo pronto para ingressar no Supremo.

UEA faz as contas

O novo reitor da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), professor André Zogahib, assumiu a direção da instituição nesta semana, no olho do furacão da redução do IPI. Relatório elaborado pela instituição aponta que é concreta a ameaça de redução dos recursos da educação superior e Zogahib aponta que isso vai afetar todos os setores de ensino, pesquisa e extensão. O Orçamento Fiscal da UEA previsto para 2022 é de R$ 589 milhões, sendo que R$ 400 milhões têm origem nas empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM). Zogahib prevê que, se a decisão do Governo Federal permanecer, a médio prazo ocorrerá esvaziamento na ZFM.

Recuperação lenta pós-pandemia

Como se não bastassem os ataques à Zona Franca de Manaus, o Amazonas enfrenta também dificuldades em retomar o nível de empregos que eram gerados antes da pandemia de Covid-19. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) analisou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e comparou o cenário econômico atual dos 5.568 municípios brasileiros com fevereiro de 2020, momentos antes da chegada da Covid-19. De acordo com o estudo, somente nos últimos 12 meses, mais de 2,5 milhões de vagas formais foram criadas no Brasil. Mas o destaque positivo ficou para Roraima e Santa Catarina, que já contam com a recuperação de 93% dos municípios e o Amazonas está na ponta dos menores índices de recuperação, com 68%, junto com Sergipe (68%), Amapá (69%) e Pernambuco (73%),

PDT comemora Carol Braz

Neste domingo (24), o PDT vai comemorar em uma Casa de Massas no final da tarde, o aniversário da defensora pública, Carol Braz, candidata do partido ao governo.

Freguês de luxo da Câmara Municipal

O empresário Cyro Batará, do grupo Diário do Amazonas, faturou, somente prestando serviços para a Câmara Municipal de Manaus, mais de R$ 10 milhões nos últimos três anos. Nesse período, um dos contratos foi prorrogado sete vezes e a Câmara sequer abriu uma nova licitação para contratar serviços destinados à Rádio Legislativa. A Casa justifica dizendo que lá atrás houve o processo de licitação.

Emendas para Itacoatiara

O senador Eduardo Braga (MDB) esteve em Itacoatiara no início da manhã deste sábado (23), acompanhado do prefeito de Manacapuru, Beto D’ ngelo, do ex-prefeito de Tapauá, Zezito, do ex-deputado Donmarques Mendonça e vereadores de Itacoatiara, onde anunciou que destinou R$ 5 milhões em emendas para a construção do terminal e entreposto pesqueiro do município, que será o primeiro do interior do Estado.

Prefeitura comemora o escritor José Saramago

A Prefeitura de Manaus vai celebrar com um sarau lítero-musical, o Dia Mundial do Livro, neste sábado, (23), às 9h, no Museu da Cidade de Manaus (Muma), na praça Dom Pedro II, centro histórico, tendo como homenageado o escritor português José Saramago, no ano do seu centenário. A realização é do Conselho Municipal de Cultura (Concultura) e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Mega vacinação hoje

A Prefeitura de Manaus irá realizar uma mega-ação neste sábado (23), para intensificar a multivacinação de crianças, idosos e profissionais da saúde, além de ofertar serviços voltados à saúde da mulher. A segunda edição do “Sabadão da Saúde” será em 48 unidades da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), com atendimento de 8h às 16h. Vai ter vacina contra Covid-19, Influenza, Sarampo e ainda exames preventivos do câncer do colo do útero. Em algumas unidades da Semsa, serão ofertados exames de mamografia para mulheres de 50 a 69 anos.

Garimpeiros invadem aldeias cada vez mais

Cada vez mais frequentes e ousadas, as invasões de garimpeiros em aldeias indígenas está ganhando as manchetes mundiais com as descrições de violência física e sexual, distribuição de álcool e drogas, ameaças e mortes. A mais recente aconteceu no Amazonas, onde um grupo de garimpeiros invadiu a aldeia Jarinal, na Terra Indígena Vale do Javari, próximo a Atalaia do Norte, promoveu uma festa com álcool e drogas, obrigando alguns deles a beberem cachaça. Depois ameaçaram os nativos para que não divulgassem sua presença entre eles.

Ataques organizados e clima de guerra

Esse quadro é muito sério. Na semana passada, garimpeiros armados chegaram com balsas e dragas na Aldeia Karimaa, na Terra Indígena Xipaya, no Pará, agredindo os índios. E hoje, na maior reserva indígena do Brasil, a TI Yanomami, localizada entre o Amazonas e Roraima, cerca de 27 mil indígenas estão enfrentando uma invasão organizada, que contou até com bombas de gás lacrimogêneo lançadas nas aldeias, por garimpeiros que buscam a extração ilegal de ouro. Duas mortes já foram contabilizadas nessa guerra civil disfarçada.

SIGA O PORTAL ÚNICO:
https://portalunico.com/

Facebook:
Facebook.com/portalunico.com

Instagram:
https://instagram.com/portalunico?utm_medium=copy_link

Twitter:
https://twitter.com/PortalUnico?t=5LAn7TYhr43mFX0LTFQ2wA&s=09

FALE COM A GENTE

Solange Elias (EDITORA)
(92) 99105-7388

Guilherme Martins (TI/COMERCIAL)
(92) 99167-0515

CEO: Claudio Barboza
(92) 99116-1777


Compartilhe >
Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *