Ministra promete rota Manta-Manaus até 2026

Simone Tebet e Wilson Lima lançam *Rotas de Integração Sul-Americana

Itinerário vai encurtar trajeto entre Zona Franca e Ásia

Brasília – A ministra de Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, afirmou que “tem condições de tirar do papel” a rota que liga Manta, no Equador, a Manaus em 2025 e concluí-la até 2026.

A obra faz parte do projeto “Rotas de Integração Sul-Americana“, cujo objetivo é aprimorar as conexões logísticas com países vizinhos da América do Sul. A declaração foi dada durante o lançamento do projeto em Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus), junto com o governador Wilson Lima.

Como será o trajeto

De acordo com o projeto Manta-Manaus, um carregamento pode sair da Ásia de navio até o porto de Manta, no Equador. Daí, por rodovia, chega ao porto da cidade de Providência, na província de Sucumbíos, no mesmo país.

Depois a carga sai do Equador por balsa até Letícia, na Colômbia, na fronteira com Tabatinga e, finalmente, pelo rio Solimões, entra no Amazonas até a conclusão da viagem em Manaus.

A rota permite ainda que a duração do trajeto de insumos seja de 30 a 35 dias, uma redução de até 25 dias. Atualmente, o percurso é feito pelo Canal do Panamá, e o transporte de produtos oriundos da Ásia leva entre 41 e 60 dias.

Vantagem

“Vocês ganham em tempo, em quilometragem. Nós estamos falando em diminuir essa distância aqui até Shanghai, na China, em 10 mil quilômetros a menos. O que significa que os produtos do Amazonas se tornam mais competitivos, ou seja, vão vender mais, o Brasil vai vender e poder comercializar mais”, enfatizou a ministra de Planejamento e Orçamento, Simone Tebet.

O projeto já está inserido no novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) como prioritário.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *